Contabilidade internacional - japão

1216 palavras 5 páginas
1. INTRODUÇÃO

Com o surgimento dos blocos econômicos, fica cada vez mais evidenciada a necessidade de se buscar alternativas que possibilitem a elaboração das normas e práticas contábeis, com o intuito de harmonização dos procedimentos contábeis frente às entidades econômicas.
Na verdade, a intensa movimentação das empresas que migraram de um país para o outro, fez com que o mundo ficasse competitivo nas questões que dizem respeito à geração de informações para o mundo empresarial.
Diante desta realidade, o processo de harmonização contábil busca alcançar uma nova postura aplicada à contabilidade, onde se procurará atingir um “senso comum” no que diz respeito às normas e procedimentos aplicáveis à elaboração de demonstrações financeiras.
A harmonização se torna necessária, pois, crescentemente, as informações produzidas por um país são usadas em vários outros, provocadas pelo crescimento dos empreendimentos multinacionais e pelos reflexos econômicos que são gerados.
Muitos são os interessados nessa harmonização: os que regulam, os que preparam e os que usam as demonstrações financeiras internacionais para fins decisórias.
O Japão é uma sociedade tradicional, com raízes culturais e religiosas fortes. As empresas japonesas celebram interesses comuns, e estes investimentos reproduzem grandes blocos industriais. Os bancos são frequentemente uma parte destes grupos industriais.
A cultura é um fator importante que afeta o desenvolvimento, progresso e as mudanças dos

Relacionados