Conteúdo primeiro semestre filosofia (direito)

2996 palavras 12 páginas
PORQUE FILOSOFIA NO DIREITO?
A filosofia não é uma ciência, pois ela não tem um objeto próprio de estudo mais sim vários objetos, ela estuda o bem, o amor, o belo, o mal, o justo culto pensamento filosófico requer 2 instrumentos fundamentais.
- Raciocínio envolve a dúvida e a critíca.
DÚVIDA: é importante para o pensamento filosófico na medida em que ela pode gerar algumas respostas e estas respostas por sua vez podem gerar novas dúvidas e assim consequentemente. (Aliás este é o caminho da humanidade para o conhecimento).
Um segundo elemento importante é a CRITÍCA uma critíca metódica, criteriosa com regras avança o pensamento filosófico.
A filosofia do direito é um ramo da filosofia emprestada para o direito, a filosofia do direito
…exibir mais conteúdo…
Eles adotaram a democrácia esse esquema é inovador porque junto com a democrácia surge o debate público, o DP permite a troca de idéias ou revelações de suas idéias.

Continuação...
Fundamental observar é que os primeiros filosofos gregos (ainda presos ao mito) começam aos poucos a igualmente questionar o universo a cosmologia, ou seja a origem e as causas das coisas.
A filosofia na grécia antiga se divide em 3 fases:
- Pré Socráticos
- Socrátes
- Pós Socráticos
Os filosófos pré Socráticos como vimos buscavam explicações cosmologicas, buscava explicações seguras para esse universo que nos rodeia.
Nós podemos ver na filosofia desses pensadores (que chegavam até nós, com certa segurança). Observamos nesses filosófos o "desapego" com as explicações do mito, buscamos explicações mais abstrata com observação mais metódicados fenomenos e da natureza.
Exemplos de filosófos pré - socráticos: Tales, Anaximandro, Herádito e Anaxímenes.
O Sofista na grécia antiga como vimos surge democrácia ateniense isto favorece exencialmente em debate público a troca de idéias e opiniões na praça pública isso fez com que os gregos avançassem no campo da filosofia, da arte, da cultura, da economia das diferentes técnicas e etc. outro fator se faz presente imediatamente: A retórica a oratória, Atenas exige que o individuo se sobre saia aos demais na praça pública, nos debates públicos, surge então a mentalidade que um jovem para ter

Relacionados

  • Intolerancia a liberdade de expressão religiosa na atualidade
    4002 palavras | 17 páginas
  • Assis, mariza de paula. “a questão racial na faculdade de formação de professores da uerj: a visão dos docentes sobre a lei n.º 10.639/03”
    2871 palavras | 12 páginas
  • Fisioterapia
    11887 palavras | 48 páginas
  • Projeto Pedagogico Curso De Logistica Da Ulbra
    16945 palavras | 68 páginas
  • Filosofia e filosofia da educação
    2731 palavras | 11 páginas
  • artes visuais unopar
    9828 palavras | 40 páginas
  • Formação acadêmica e formação espiritual: o dilema na formação teológica
    13226 palavras | 53 páginas
  • Artigo cientifico sobre luta na educação física
    3276 palavras | 14 páginas
  • A crítica de platão aos poetas: uma revisão bibliográfica
    3405 palavras | 14 páginas
  • Teatro educação
    14604 palavras | 59 páginas