Crack e a ação do assistente social com o dependente químico

3824 palavras 16 páginas
CRACK E A AÇÃO DO ASSISTENTE SOCIAL COM O DEPENDENTE QUÍMICO

Thaise Nunes Silva*

RESUMO

Este artigo científico analisa o crack e a ação do assistente social na aplicação de políticas públicas a fim de solucionar o problema da dependência química na sociedade. Verifica-se que há muito tempo o serviço social está envolvido com o tratamento dos usuários de drogas e ainda hoje enfrenta inúmeros desafios que desprestigiam sua atuação.

Palavras chaves: Assistente Social, Políticas Públicas, drogas e crack.

* Thaise Nunes Silva – Cursando Bacharelado em Serviço Social – 3º Série – Faculdade Anhanguera – E-mail: thaisenunessilva@hotmail.com.

1 INTRODUÇÃO

Este artigo relaciona o crack e outras drogas com o papel do assistente social na aplicação das Políticas Públicas. Para tanto foi dividido em três capítulos, onde no primeiro tem-se a introdução e nos demais a abordagem investigativa do tema em tela.
No segundo capítulo fala-se sobre as drogas, em específico do crack, que é oriundo de outra droga muito conhecida: a cocaína. Os efeitos do crack são avassaladores e causam lesões, muitas vezes irreversíveis. Embora a sociedade “feche os olhos”, não é difícil identificar um dependente químico, já que as conseqüências são psíquicas, físicas e também sociais. Pode-se reconhecer

Relacionados

  • Resenha crítica do texto historia das politicas de saude no brasil marcus vinicius polignano
    2449 palavras | 10 páginas
  • As sequelas neuropsicológicas em ex usuários de crack
    6206 palavras | 25 páginas
  • Crack uma questao social
    2700 palavras | 11 páginas
  • Tratamento farmacológico e não farmacológico de dependentes de crack
    15384 palavras | 62 páginas
  • projeto sobre prevenção de alcool e drogas por crianças e adolescentes
    3888 palavras | 16 páginas
  • Criminologia drogas e criminalidade
    4404 palavras | 18 páginas
  • Fisioterapia e prevenção ao uso de drogas
    3554 palavras | 15 páginas