Crescimento e evolução urbana de Fortaleza

4018 palavras 17 páginas
Crescimento de Fortaleza
1. Origens
A data de 13 de abril marca a elevação do povoado à condição de vila, no ano de 1726.
O núcleo original de Fortaleza é anterior, do século XVII. A capitania do Siará Grande ficou renegada a um segundo plano por Portugal no século XVI – faltavam maiores atrativos econômicos e as condições humanas (resistência indígena) e geográficas (secas, correntes marítimas etc) dificultavam a chegada dos europeus.

No começo do século XVII, aconteceram as primeiras tentativas de conquista do litoral cearense. A ideia de Portugal era estabelecer no ponto médio do litoral um forte que servisse para defender a região contra estrangeiros e facilitasse contato com o norte do Brasil. Em decorrência, sucederam-se as tentativas colonizadoras feitas por Pero Coelho (1603), Pe. Francisco Pinto e Luis Figueira (1607) e Martim Soares Moreno (1611-31), todas sem maiores êxitos. Pero e Moreno chegaram a erguer fortes (de São Tiago e São Sebastião, respectivamente) no local correspondente hoje à Barra do (rio) Ceará.

O domínio português no Ceará foi interrompido em dois breves momentos pelos holandeses. Em 1637, os holandeses conquistaram o forte de São Sebastião, ficando até 1644, quando ocorreu uma revolta dos índios – o forte foi destruído e todos os batavos foram assassinados. Em 1649, os holandeses voltariam ao Ceará, sob o comando do capitão Matias Beck, que manda erguer o forte de Schoonemborch, perto do riacho Pajeú. Em 1654, os portugueses retomariam

Relacionados

  • Mma - evolução e crescimento
    3000 palavras | 13 páginas
  • a formação e a evolução da rede urbana brasileira
    8566 palavras | 35 páginas
  • Controle integrado de vetores e pragas urbanas
    2450 palavras | 10 páginas
  • Evolução Urbana - Vetores de Crescimento
    3142 palavras | 13 páginas
  • evolução de temperatura e calor
    1021 palavras | 5 páginas
  • Evolução e conceito de cidadania
    1769 palavras | 8 páginas
  • Centro historico de fortaleza
    6860 palavras | 28 páginas
  • REALIDADE AMBIENTAL E A EXPANSÃO DE URBANA NO MUNICÍPIO DE XINGUARA – PA: a PROPRIEDADE RURAL COMO FRONTEIRA DE CRESCIMENTO DA CIDADE
    1598 palavras | 7 páginas