Cromofobia

808 palavras 4 páginas
CROMOFOBIA

A cromofobia é a tendência em desvalorizar o significado da cor, negando sua complexidade.
É comum confundir o multicolorido com o sem cor ou branco. O problema, portanto, não está no branco, nem nos brancos, mas no branco generalizado, pois este - a brancura - é abstrato, presta-se à contaminação por termos como “puro”.
Mas a oposição entre brancos e pretos não se confunde com a outra grande oposição na narrativa, entre escuridão e luz, ainda que em diversas instâncias um se aproxime da outra.
Para Melville, assim como para Conrad, há uma instabilidade na aparente uniformidade do branco. Atrás da virtude esconde-se o terror; sob a pureza, aniquilação e morte. Para ambos, um dos exemplos mais terríveis da brancura é a
…exibir mais conteúdo…

O fracasso típico de Warhol em manter a cor no perímetro da linha – seu fracasso em encerrar e conter seus vívidos tons de rosa, laranja, vermelho, amarelo e turquesa dentro da disciplina do contorno – é um de seus grandes sucessos.
Em certo sentido toda pintura é cosmética, entretanto a utilização de cores industriais e chapadas na serigrafia sempre parecerá cosmética – aplicada, presa, removível – de um jeito que as cores moduladas e nuanças da tinta a óleo jamais

Relacionados

  • Cromofobia
    842 palavras | 4 páginas