Cultura brasileira: temas e situações (alfredo bosi)

1732 palavras 7 páginas
LIVRO – Cultura Brasileira: Temas e Situações
(Alfredo Bosi)

Plural, mas não caótico
Não existe uma cultura brasileira homogênea. Nossa cultura tem caráter pluralista, que é resultado de um processo de múltiplas interações e oposições no tempo e no espaço.
O tempo cultural acelerado de nossa cultura revela-nos uma perda de memoria social generalizada, causada pela urgência de substituição – o sempre novo. O tempo da cultura popular é cíclico, o que fundamenta o retorno de situações e atos que a memória grupal reforça, atribuindo-lhes valor. Sempre que uma inovação penetra a cultura popular, ela vem de algum modo traduzido e transposto para velhos padrões de percepção e sentimento já interiorizados e tornados como que uma segunda
…exibir mais conteúdo…
A figura mais tratada pela literatura e pela critica literária brasileira no Brasil, é a do malandro. Sua base deriva de uma transformação europeia mais ampla, e é do romance picaresco (subgénero narrativo, em prosa, que relata, de forma autobiográfica, a vida e aventuras de uma personagem (o pícaro), de condição humilde, sem profissão que, para sobreviver vagabundeia, rouba ou serve senhores.) que resulta a figura do malandro urbano ou do Malasartes, Jeca Tatu, entre outros do mundo rural. No Brasil escravocrata, o trabalho manual esteve sempre associado à desqualificação social, que teria até mesmo desqualificado a inserção do país no modo moderno de produção capitalista. É a partir do modernismo que se estende a ideia positiva da luta do pão de cada dia, na produção literária e critica. Encara-se o “marginalizado” em sua necessidade no sistema social que o espolia, usa-o para a produção de excedente econômico e procura neutralizar suas explosões de revolta. Até o final do séc. XIX, a questão social mistura-se com a questão racial, o trabalhador era exclusivamente o escravo, o negro, e secundariamente o índio.
O trabalho aparece como valor no séc. XX, e recupera-se a noção de solidariedade. O operário tem um projeto: o mundo do trabalho sem exploração.

Cordel, intelectuais e o Divino Espirito Santo A literatura aparece como a manifestação originaria mais forte. Um exemplo com a literatura do Nordeste – O Cordel, nesta leitura se dão alguns níveis de

Relacionados

  • A INFLUÊNCIA DA MATRIZ AFRICANA NA CULTURA CORPORAL: BRASIL E MUNDO
    1259 palavras | 6 páginas
  • Analise do livro O Quinze
    2990 palavras | 12 páginas
  • Histórias em quadrinhos
    10931 palavras | 44 páginas
  • Literatura de cordel como fonte de informação
    19452 palavras | 78 páginas
  • Tendencias do pensamento brasileiro
    10063 palavras | 41 páginas
  • Resumo filme a classe operaria vai ao paraiso
    4886 palavras | 20 páginas
  • A terceira margem do rio
    9595 palavras | 39 páginas
  • Regionalismo
    12945 palavras | 52 páginas
  • Sociedade civil e Gramsci: desafios téoricos e práticos
    10544 palavras | 43 páginas