Cultura, origem e domesticação do guaranazeiro (Paullinia cupana)

6725 palavras 27 páginas
SUMÁRIO

LISTA DE FIGURAS 3
1. RESUMO 3
2. INTRODUÇÃO 4
2.1 Classificação taxonômica 4
2.2 Descrição Botânica 4
2.3 Modo de Reprodução 5
2.4 Clima e Solo 6
2.5 Distribuição Geográfica 6
2.6 Importância Social e Econômica 6
2.7 Colheita 7
2.8 Preparo das Sementes 8
2.9 Comercialização e Utilização 9
2.10 Doenças 10
3. ORIGEM DA CULTURA 10
4. SÌNDROME DE DOMESTICAÇÃO 14
4.1 Eventos relacionados à domesticação 14
4.2 Características morfológicas 15
5. GENÉTICA DA DOMESTICAÇÃO 15
5.1 Poliploidia do guaraná 15
5.2 Recursos Genéticos 16
5.3 Melhoramento Genético 17
5.4 Objetivos do Melhoramento e Perspectivas 18
6. CONCLUSÕES 19
7. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 20
…exibir mais conteúdo…
Nas últimas décadas, a área de cultivo do guaranazeiro expandiu-se além da fronteira da Amazônia, sendo este plantado comercialmente na Bahia, Amazonas, Mato Grosso, Acre e Pará (ATROCH et al., 2009; CAMPOS et al., 2011).

2.1 Classificação Taxonômica
O guaranazeiro (Paullinia cupana Kunth var. sorbilis (Mart.) Ducke) é uma dicotiledônea pertencente à classe Magnoliopsida, ordem Sapindales, família Sapindaceae, subfamília Sapindoideae e gênero Paullinia (ATROCH et al., 2009; ITIS, 2013).

2.2 Descrição Botânica As plantas de Paullinia cupana Kunth var. sorbilis (Mart.) Ducke apresentam folhas compostas por cinco folíolos, os quais são lobados quando jovens, e são providas de gavinhas quando adultas. A inflorescência é um cacho com tamanho variável, podendo ultrapassar 25 cm, e geralmente ocorre na axila das folhas ou na base de uma gavinha. As flores são dispostas no eixo principal da inflorescência e são funcionalmente unissexuais. As flores femininas apresentam estames rudimentares e são tricarpelares; as masculinas possuem ovários atrofiados com óvulos, estilete e estigmas pouco desenvolvidos e oito estames. O cálice é composto de cinco sépalas. O fruto é uma cápsula deiscente que quando maduro pode variar de amarelo-alaranjado até vermelho-vivo e brilhante. Quando o fruto se abre, deixa aparecer uma semente castanho-escura envolta parcialmente por um arilo de coloração branca (Figura 1). Frutos com um, dois ou três

Relacionados