Depressão pós-parto

1692 palavras 7 páginas
INTRODUÇÃO

A depressão pós-parto é uma forma de depressão que afeta mulheres após terem dado a luz a um bebê, que é uma forte melancolia após o parto, conhecida internacionalmente como baby blues.
Assim como a maioria dos transtornos psicológicos, tem como causas fatores biológicos, psicológicos e sociais. Caso a mãe já apresente depressão antes do parto é provável que ocorra seu agravamento. As grandes alterações hormonais durante a gravidez e a diminuição após o parto são um dos principais responsáveis porém existe uma clara relação entre o suporte social principalmente do parceiro e família, do planejamento da gravidez, de problemas de saúde da criança, dificuldade em voltar ao trabalho, dificuldade sócio-econômica e estado civil
…exibir mais conteúdo…
• Não ser capaz de dormir, muito cansaço, ou ambos.
• Perda de peso e não ser capaz de comer.
• Comer demais e ganho de peso.
• Problema de concentração, falta de memória e dificuldade de tomar decisões.
• Ficar exageradamente preocupada com o bebê.
• Sentimento de culpa e inutilidade.
• Ficar com medo de machucar o bebê ou a si mesma.
• Falta de interesse em atividades prazerosas, incluindo o sexo.
A mulher pode ficar ansiosa depois do parto, mas não ter depressão pós-parto. Ela pode ter o que é chamado de ansiedade pós-parto ou desordem de pânico. Os sintomas dessa condição incluem forte ansiedade e medo, respiração rápida, batimento cardíaco acelerado, acessos de calor ou frio, dor o peito, tremedeira e tontura. Procure seu médico imediatamente caso tenha algum desses sintomas. Medicamentos e psicoterapia podem ser usados para tratar a ansiedade pós-parto.

TRATAMENTOS

O tratamento médico deve envolver, no mínimo, três tipos de cuidados: ginecológico, psiquiátrico e psicológico. Além da preocupação médica com o problema, são muito relevantes os cuidados sociais, comumente envolvidos com o desenvolvimento da depressão no período puerperal. Embora alguns clínicos ainda defendam o uso de progesterona no pós-parto, com finalidades curativas ou preventivas para a Depressão Pós Parto, tal conduta tem sido controvertida. O trabalho de Harris (1996) aponta para uma não correlação entre níveis desse hormônio e alterações do humor pós-parto. Ele mostra

Relacionados

  • Depressão pós parto.
    6063 palavras | 25 páginas
  • Depressão pós-parto
    8230 palavras | 33 páginas
  • O nascimento e o recém nascido
    5128 palavras | 21 páginas
  • Resumo do livro psicologia da gravidez
    886 palavras | 4 páginas
  • Enfermagem
    6621 palavras | 27 páginas
  • Estudo de caso sobre esquizofrenia
    3440 palavras | 14 páginas
  • IMPUTABILIDADE, SEMI-IMPUTABILIDADE E INIMPUTABILIDADE; INCAPACIDADE RELATIVA E PLENA, PSICOPATOLOGIAS
    6704 palavras | 27 páginas
  • DOULAS
    1174 palavras | 5 páginas
  • Resumo sobre analgésicos opióides
    3611 palavras | 15 páginas
  • Teratologia
    2640 palavras | 11 páginas