Direito penal

2519 palavras 11 páginas
AULA 16

PRINCÍPIOS NORTEADORES, GARANTIDORES E LIMITADORES DO DIREITO PENAL

1) Assinale a alternativa correta:

a)O princípio da intervenção mínima do direito penal aplica-se somente no momento da criminalização primária, pois no momento da criminalização secundária vige o princípio da obrigatoriedade e da indisponibilidade.
b)O princípio da proporcionalidade preconiza a idéia de que a punição deve guardar relação com o fato praticado. (Resposta)
c)A criminalização secundária consiste na individualização da pena.

2) De acordo com o princípio constitucional da legalidade:( OAB/SC)
a) Alguém só pode ser punido se, anteriormente ao fato por ele praticado, existir uma lei que considere o fato como crime. (Resposta)
b) A
…exibir mais conteúdo…
TEORIA DA NORMA JURÍDICO-PENAL

7) Os princípios referentes à teoria do concurso aparente de tipos penais não incluem o princípio da: (33º Exame OAB/CESPE-UnB).

a) consunção. (Resposta)
b) especialidade.

c) subsidiariedade

d) proporcionalidade.

VALIDADE E EFICÁCIA DA LEI PENAL NO TEMPO E NO ESPAÇO.

8) ( Juiz de Direito – MG- 2007) : A abolitio criminis, também chamada novatio legis, faz cessar:

a) os efeitos secundários da sentença condenatória, mas não a sua execução;

b) a execução da pena e também os efeitos secundários da sentença condenatória; (Resposta)

c) somente a execução da pena;

d) a execução da pena em relação ao autor do crime. Entretanto, tratando-se de benefício pessoal, não se estende aos co-autores do delito.

9) ( Promotor de Justiça- MG- 2003) A respeito da lei penal no tempo, marque a opção FALSA.

a) A denominada lei intermediaria, sendo a mais benéfica, retroagira em relação à lei anterior ( do tempo do fato) e será ao mesmo tempo, ultrativa em relação à lei posterior ( que a sucedeu antes do esgotamento dos efeitos jurídico-penais do acontecimento delitivo).

b) A lei posterior, que deixa de considerar como crime uma determinada conduta, retroage para alcançar os fatos anteriores à sua vigência, ainda que definitivamente julgados.

c) As leis excepcionais ou temporárias são ultrativas, ou seja, têm eficácia mesmo depois de cessada sua vigência, regulando os fatos praticados durante seu tempo de

Relacionados

  • Direito penal
    1389 palavras | 6 páginas
  • Direito penal
    6856 palavras | 28 páginas
  • Direito penal
    4812 palavras | 20 páginas
  • Direito penal
    843 palavras | 4 páginas
  • Direito penal
    884 palavras | 4 páginas
  • Direito Penal
    5757 palavras | 23 páginas
  • Direito penal canônico e direito penal germânico
    1250 palavras | 5 páginas
  • Direito penal
    1750 palavras | 8 páginas
  • funçoes do direito penal
    2139 palavras | 9 páginas