Ditadura militar bolivia

479 palavras 2 páginas
Os governos militares da Bolívia (1964-1982) realizaram uma conservadora política de reformas econômicas, como a reabertura da indústria das minas de estanho ao investimento privado estrangeiro. Em julho de 1966, René Barrientos submete-se a votação como civil, conseguindo ser eleito presidente. Durante seu mandato mantêm uma aliança com os militares e com os camponeses, mas enfrenta os mineiros e trabalhadores. Em 1967, promulga uma nova constituição. No entanto, a Guerrilha de Ñancahuazú, comandada por Ernesto Che Guevara entra em erupção, e ele é forçado a depender dos militares para enfrentar este movimento de guerrilha que havia começado a operar em regiões montanhosas. Em outubro de 1967, o exército boliviano afirmou que havia derrotado os rebeldes em um lugar perto da aldeia de Vallegrande; havia sido capturado em campo de batalha, Che Guevara, que logo depois foi executado.

Barrientos morreu em um suspeito acidente de helicóptero em abril de 1969. Ele foi sucedido no poder por uma série de governos de curta duração, principalmente militares; e em agosto de 1971, o general Juan José Torres foi derrubado em um golpe liderado pelo coronel Hugo Banzer.

O regime de Banzer rapidamente se transformou de uma posição relativamente moderada à uma posição de maior repressão: abolindo o movimento trabalhista, suspendendo todos os direitos civis e enviando tropas para os centros de mineração. O Banzer se alinha com os governos militares anti-esquerdistas de Argentina,

Relacionados

  • A ditadura militar e as artes
    7447 palavras | 30 páginas
  • Sociologia - ditadura militar
    1276 palavras | 6 páginas
  • cronologia da ditadura militar
    2069 palavras | 9 páginas
  • Ditadura militar 1960
    1825 palavras | 8 páginas
  • Ditadura militar no mundo
    1527 palavras | 7 páginas
  • De 1946 à ditadura militar
    2370 palavras | 10 páginas
  • A ditadura militar no brasil
    1082 palavras | 5 páginas
  • Ditadura militar no brasil
    8349 palavras | 34 páginas