Documentário- A historia das coisas

936 palavras 4 páginas
Documentário- A historia das coisas.

As coisas se deslocam pelo sistema da extração, para a produção, para distribuição, para o consumo e para o tratamento de lixo.

As corporações cresceram tanto ganharam tanto espaço que de uns tempos pra cá até o governo passou a agir em prol delas e se preocupar mais com o bem-estar delas e do que com o das pessoas.

Extração= exploração de recursos naturais. Corta-se as árvores, arrebenta-se as montanhas para extrair os metais, consome-se e contamina a água e extermina-se os animais. Com tudo isso os recursos naturais estão acabando, os animais com risco de extinção, os rios poluídos, solos contaminados...

Durante as 3 ultimas décadas foram consumidos 33% dos recursos naturais do mundo

O problema não só estarmos usando nossos recursos excessivamente, mas sim o fato de estar utilizando mais do que a parte que cabe a cada um. Os EUA têm 5%da população mundial mas usa 30% dos recursos mundiais, se todos consumissem com os EUA precisamos de 3 a 5 planetas, mas só tem 1, e o que os EUA fazem , tomam os recursos dos outros.

As pessoas que moram onde esses recursos são extraídos, são obrigados a se mudarem, porque de acordo com as corporações e com o governo, eles não são donos desses recursos mesmo que vivam lá a gerações. Nesse sistema quem não possui nem compra muitas coisas não tem valor.
Bom esse recursos vão a produção onde usamos energia para misturar os recursos com produtos tóxicos para produzir produtos contaminados

Relacionados

  • ANÁLISE DO DOCUMENTÁRIO: SANTA CRUZ, DE JOÃO MOREIRA SALLES
    1656 palavras | 7 páginas
  • Resenha sobre o documentário os impressionistas
    861 palavras | 4 páginas
  • A historia das coisas
    2992 palavras | 12 páginas
  • Plano de curso de história - 6 ano
    915 palavras | 4 páginas
  • Documentário justiça maria augusta ramos
    2642 palavras | 11 páginas
  • Resumo e Reflexão do documentário A Educação proibida
    1245 palavras | 6 páginas
  • ENTRE RIOS RESUMO
    338 palavras | 2 páginas