Dos Meios às Mediações - Resenha (Anna Oliveira)

1005 palavras 4 páginas
UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
INSTITUTO DE LETRAS
LETA32 – LEITURA DE PRODUÇÕES DA MÍDIA

RESENHA

MARTIN-BARBERO, Jesús. Dos meios às mediações: comunicação, cultura e hegemonia. Tradução de Ronald Polito e Sérgio Alcides. 6. ed. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2009.

Jesús Martín-Barbero, teórico colombiano, desenvolveu reflexões contemporâneas acerca da Comunicação e da Cultura. No seu livro Dos Meios às Mediações, Barbero aborda os processos – para ele, o estudo da Comunicação não pode ser fragmentado, portanto é um processo – da Comunicação e seus elementos: emissor, mensagem, canal e receptor.
O autor demonstra como os meios e as mediações formam a comunicação dos latino-americanos, sempre se posicionando contra a Teoria Funcionalista – que compreende de forma global os meios de comunicação de massa no seu conjunto – e a favor da Teoria Marxista.
No tópico “A impossível pureza do indígena”, Jesús fala que, de um lado, o resgate das raízes e da identidade é defendido pelo nacionalismo populista, já que o indígena rural quase não mais existe – pois a grande maioria já vive no mundo urbano –, e, do outro lado, “um progressismo iluminista” que vê na cultura populacional características para um desenvolvimento.
Para Barbero, o povo latino-americano foi suprimido pelos seus colonizadores europeus e, na visão dos colonos, os indígenas eram indivíduos aculturados. O autor apresenta como, em decorrência de pressões do consumo capitalista, a produção indígena sofreu

Relacionados

  • resenha: empresas e meio ambiente
    892 palavras | 4 páginas
  • Resenha - o meio terrestre
    3583 palavras | 15 páginas
  • RESENHA CRÍTICA “OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO COMO EXTENSÕES DO HOMEM”, DE MCLUHAN
    1766 palavras | 8 páginas
  • Resenha do livro cenografia anna mantovani
    1898 palavras | 8 páginas
  • Resenha sobre o Plágio no meio acadêmico
    897 palavras | 4 páginas
  • Resenha crítica do livro plano de carreira: foco no individuo autor: djalma de pinho rebouças de oliveira
    2061 palavras | 9 páginas