Dualismo Corpo e Alma

972 palavras 4 páginas
Introdução
Nesse trabalho será relatado o dualismo: corpo e alma expressando o ponto de vista de Platão e Aristóteles.
Mostrando a relação entre corpo e alma, mostrando que cada pensamento de cada filosofo se opõe e que cada um deles tem um conceito contraditório.

Capitulo 1 - Dualismo: Corpo e Alma
Platão
Dualismo é o conceito religioso e filosófico que admite a coexistência de dois princípios necessários ou de duas realidades contrarias entre si como, por exemplo, o corpo e a alma.
Os filósofos Ocidentais explicam o ser humano como composto por duas partes diferentes: o corpo, ou seja, material e a alma a espiritualidade.
Então dualismo psicofísico é essa dupla realidade da consciência
…exibir mais conteúdo…
Então para Platão a felicidade é de natureza racional e moral e depende do controle do corpo e dos desejos.
Aristóteles
Para Aristóteles o homem é constituído de matéria, ou seja, corpo e alma. Ele coloca o homem no topo de todos os valores, ele fala do homem concreto (o fato homem) e o vivente (o corpóreo) com todas as suas dimensões o elevado que há nele também e o mais baixo.
É o homem que contempla a si mesmo, aceita seu lugar no universo e na terra. Não o homem separado de seu corpo como em Platão, mas que vive em um mundo concreto. Este homem tem o sentido de um ser natural no conjunto da natureza e o natural tem o significado de conforme a ordem das coisas tenta ser respondido sempre a um fim.
Todo o questionamento aristotélico parte da concepção do homem como um fato concreto, ele categoriza a espécie humana junto com as demais dentro do conjunto da natureza.
Para Aristóteles o homem aceita seu lugar no universo, contempla a si mesmo e a natureza e este homem que sabe seu lugar no mundo ele vive simultaneamente em seu próprio mundo. Nessa forma de pensar o homem retorna a si mesmo sendo ele em sua totalidade corpo-alma, algo positivo.
Aristóteles tem uma visão realista do mundo e do homem. Do mundo enquanto se opõe ao idealismo platônico, faz das ideias formas da matéria. Do homem enquanto faz conhecimento

Relacionados

  • Resumo do texto “filosofando: introdução à filosofia”
    916 palavras | 4 páginas
  • Terceira dissertacao de nietzsche
    2620 palavras | 11 páginas
  • Fichamento: capitulo - “a evolução da ciência psicológica” do livro
    363 palavras | 2 páginas
  • História da Psicologia - a problematização do sujeito
    459 palavras | 2 páginas
  • A motivação segundo as perspectiva histórica e contemporânea
    1848 palavras | 8 páginas
  • Filosofia pré-socrática
    9830 palavras | 40 páginas
  • Corporiedade
    4997 palavras | 20 páginas
  • A sexualidade no mundo ocidental, Juçara Teresinha Cabral
    4487 palavras | 18 páginas
  • Corporeidade e motricidade humana
    863 palavras | 4 páginas
  • Metafisica crista
    2691 palavras | 11 páginas