ERVAS E ESPECIARIAS DO IMPÉRIO ROMANO AOS DIAS ATUAIS

2832 palavras 12 páginas
ERVAS E ESPECIARIAS DO IMPÉRIO ROMANO AOS DIAS ATUAIS

As ervas e especiarias eram usadas antigamente, principalmente, para disfarçar o gosto de alimentos estragados e no preparo de medicamentos.
As ervas já foram moedas de troca e símbolo de riqueza, mas hoje enriquecem a alimentação, enriquecendo o sabor e dando aroma aos alimentos: uma sofisticação da gastronomia.Se a folha de uma planta contém óleos com essências que podem ser utilizados para adicionar sabor e aroma à comida, ela é uma erva. Existe mais ou menos de 200 a 300 tipos de ervas culinárias cultivadas mundo a fora.
Normalmente, na cozinha, as ervas são utilizadas frescas, mas são também comercializadas secas, embora percam algumas propriedades.
De qualquer modo, não
…exibir mais conteúdo…
Os comerciantes de especiarias árabes criaram em seu redor uma aura de mistério, mantendo em segredo a origem dos seus produtos, contando histórias fantásticas sobre como tinham lutado com criaturas míticas para conseguir alcançar as ervas e especiarias que cresciam no cimo de montanhas ou em penhascos, com isso, tais contos de aventura, inflacionavam fortemente os preços das ervas e especiarias. right5080Império
Romano
00Império
Romano

27 a.C – 476 d.C
No século II a.C., quando o Império Romano expandiu os seus domínios, os negociantes viajavam de barco do Egito até as ilhas Molucas, usando a seu favor o vento das monções. Assim, pouco a pouco, foram caindo em desuso as longas e custosas rotas terrestres que eram feitas antigamente. Cada ano os barcos partiam em abril para aproveitar as monções do sudoeste, regressando em outubro, época das monções do nordeste. Estes comerciantes abasteciam Roma de especiarias, tanto para a culinária (cássia, cominho, açafrão, gengibre ou pimenta, principalmente), como para a preparação de cosméticos e perfumes.
No livro "De Matéria Medica" datado no século I e de autoria do médico Discórides, são encontradas descrições sobre o uso que os gregos e romanos faziam de algumas especiarias. Destacam-se aquelas mais conhecidas pelos gregos (como o gengibre ou a pimenta) ou as que eram cultivadas pelos próprios habitantes: mostarda,

Relacionados

  • A economia brasileira de 1970 aos dias atuais
    10406 palavras | 42 páginas
  • Qual foi a herança que os gregos e romanos deixaram para os dias atuais
    995 palavras | 4 páginas
  • Economia desde o império romano até os dias de hoje
    1836 palavras | 8 páginas
  • Do império romano ao feudalismo em inglaterra
    1458 palavras | 6 páginas
  • Roma antiga e imperio romano
    1728 palavras | 7 páginas
  • DIREITOS DOS TRABALHADORES: rupturas e permanências, do Governo Vargas aos dias atuais 

    1654 palavras | 7 páginas
  • Quimica Importancia Do Cobre E Do Ferro Nos Dias Atuais
    1166 palavras | 5 páginas
  • introdução a historia das ervas e das especiarias
    9189 palavras | 37 páginas
  • Brasília - da idealização aos dias atuais
    5886 palavras | 24 páginas