Economia

7083 palavras 29 páginas
ESTUDO DA ESTRUTURA DE MERCADO DO SETOR SUPERMERCADISTA DO RIO GRANDE DO SUL E
IDENTIFICAÇÃO DO GRAU DE CONCENTRAÇÃO

Everson Vieira dos Santos

Resumo
O trabalho estudou as transformações estruturais ocorridas no setor supermercadista do Rio Grande do Sul, entre 1994 e 2005, explorando o paragdima Estrutura-Conduta-Desempenho (E-C-D) e conceitos dele decorrentes e fatores que com ele interagem. Calculou-se, ainda, o grau de concentração de mercado, utilizando-se os seguintes índices: Índice de Concentração (Ck), Índice de Concentração de Herfindahl-Hirschman (H) e Medida de Volatilidade. Constatou-se concentração neste segmento da economia gaúcha, considerado oligopólio com franjas, que acompanha tendências nacionais e
…exibir mais conteúdo…
Além do mais, a estabilização também propiciou o acesso ao mercado de consumo de um público de baixa renda, aumentando ainda mais o potencial deste mercado.
O Plano Real propiciou que redes estrangeiras investissem ou reinvestissem no Brasil. No trabalho de Aguiar e Amim (2005) os autores apontaram que após a implantação do Plano Real houve um aumento na entrada de redes supermercadistas estrangeiras no país, evidenciando um aumento de concentração de mercado neste setor. Aguiar e Silva (2002), apontaram um aumento expressivo nos processos de fusões dentro do setor de supermercados em meados da década de noventa, principalmente, com ascensão das redes estrangeiras Carrefour (francesa), Wal Mart (norte-americana), Sonae (portuguesa) e Royal Ahold (holandesa).
A entrada de redes estrangeiras trouxe modificações profundas no market-share do setor supermercadista brasileiro, uma vez que as gigantes varejistas estrangeiras realizam maciços investimento no País, através de abertura de novas lojas, aquisições e fusões.
O Estado do Rio Grande do Sul se constituiu num pólo de atração destes investimentos, que gerou modificações estruturais neste setor. Ressalta-se que somente a rede holandesa não atua no Estado do Rio Grande do Sul, as demais redes apresentam-se expressivamente atuantes em Porto Alegre e no Estado.
Objetiva-se neste estudo apontar as principais modificações estruturais ocorridas no setor de supermercados do Estado do Rio

Relacionados

  • Economia
    2038 palavras | 9 páginas
  • Economia
    2982 palavras | 12 páginas
  • economia
    1153 palavras | 5 páginas
  • Economia
    1363 palavras | 6 páginas
  • Economia
    954 palavras | 4 páginas
  • economia
    1860 palavras | 8 páginas
  • Economia
    1295 palavras | 6 páginas
  • economia
    1170 palavras | 5 páginas
  • economia
    992 palavras | 4 páginas
  • Economia
    1536 palavras | 7 páginas