Economia política capitalismo contemporâneo

3483 palavras 14 páginas
O capitalismo contemporâneo inicia nos anos 70 do século XX e tem como protagonista os monopólios, ele constitui a terceira fase do estágio imperialista. A economia passou por algumas alterações que propôs o uso da expressão “novo imperialismo” (Harvey).
O capital monopolista respondeu a várias questões que transformaram o cenário mundial logo após a crise que pos fim aos “anos dourados”. Questões essas, ligadas à mudança da economia, sociedade, política e cultura, ocorreram de uma maneira bem veloz causando grandes impactos sobre Estados e nações.
A mundialização do capital, fato consumado nesse período de trinta anos pode ser entendido como “o quadro político e institucional que permitiu a emersão de um modo de funcionamento
…exibir mais conteúdo…

Além disso, modificações na cultura sinalizadas pela contracultura, e pela revolução nos costumes lançaram outros sujeitos no cenário político, com movimentos sociais específicos, designados como minorias, nos quais existiam componentes anti-capitalistas. (Ex: revolta estudantil nos anos sessenta, mobilização dos negros norte-americanos defendendo os direitos civis e o movimento feminino).
Enfim os “anos dourados” se da por encerrado em 1974-1975: através de um processo inédito no pós-guerra, é registrada uma queda nas atividades econômicas de forma generalizada, envolvendo inclusive todas as grandes potências imperialistas, ocorrendo novamente outra recessão em 1980-1982, constatando que as taxas de lucro voltavam a descer ainda mais e o crescimento econômico recuado nitidamente. A onda longa expansiva é substituída por uma onda longa recessiva: a partir daí e até os dias atuais, invertendo o diagrama da dinâmica capitalista: as crises voltam a ser dominantes, tornando-se episódicas as retomadas.
Diante dessa inversão o capital monopolista procurou responder algumas questões e mesmo depois de um longo tempo no século 21, essas respostas não conseguiram alterar o perfil da onda longa recessiva: o crescimento permanece reduzido e as crises diminuíram, porém, as taxas de lucro foram restauradas. Tais respostas configuram a restauração do capital, conforme Braga (1996). É possível sintetizar essas respostas como estratégia articulada

Relacionados

  • Resenha Economia politica uma introdução critica de Jose paulo netto
    853 palavras | 4 páginas
  • GLOBALIZAÇÃO E FRAGMENTAÇÃO DO MUNDO CONTEMPORÂNEO
    839 palavras | 4 páginas
  • GESTÃO PÚBLICA
    1383 palavras | 6 páginas
  • Caio Prado júnior e sua importancia
    1935 palavras | 8 páginas
  • Fichamento do livro "Economia Política, uma introdução crítica."
    5737 palavras | 23 páginas
  • balco
    1273 palavras | 6 páginas
  • Comunismo - ideologia de uma sociedade sem classes sociais
    2336 palavras | 10 páginas
  • Comunismo, captalismo e socialismo
    5502 palavras | 23 páginas
  • Desenvolvimento, Territórios e Escalas Espaciais: levar na devida conta as contribuições da economia política e da geografia crítica para construir a abordagem interdisciplinar
    1151 palavras | 5 páginas
  • Planejamento aula 1 ano ensino medio
    1406 palavras | 6 páginas