Ecos da marselhesa- eric hobsbawn cap1

975 palavras 4 páginas
INSTITUTO FEDERRAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO

Relatório 1° capítulo “Ecos da Marselhesa” Eric Hobsbawn

Discente: Fabricio Matrigani Gutierres

No livro Ecos da Marselhesa, Eric Hobsbawn, trabalha na analise historiográfica da Revolução Francesa, a qual é discutidas por diversos grupos de varias afiliação como os marxistas, os revisionistas. Apontando que de 1789 à época do livro de 1989 teve um material respeitável de produção, ou seja, uma bibliografia extensa. Assim, notamos que a Revolução Francesa foi apropriada até mesmo por quem não concordava, não há como negar a Revolução Francesa deixou suas herança e marcas na história contemporânea. A Revolução Francesa foi
…exibir mais conteúdo…
Pois, “liberdade, igualdade e economia politica- com o avanço material da produção. A novidade situava-se em fazer com que o triunfo desse desenvolvimento dependesse da ascensão e triunfo de uma classe específica, a burguesia.” p 29 Os revisionistas falam que a Revolução Francesa não foi importante e não mudaram a sociedade é até pelo contrario atrapalharam o desenvolvimento do capitalismo na França. Em contra ponto, à interpretação marxista è coerente, pois, enxergam a luta de classes e consequentemente de seus privilégios e de decisões politicas o qual esse caráter não pode esquivar. Vale ressaltar, que o discurso revisionista é do final da século XX e não pode presumir que era a visão dos moderados. Como contextualiza, Hobsbawn os conceitos e as ideias de Adam Smith já circulavam na França tendo três edição antes da Revolução Francesa e quatro durante o período revolucionário. Assim, a

Relacionados

  • Fichamento do texto... Primavera do Povos de Eric Hobsbawn
    867 palavras | 4 páginas
  • Seis passeios pelo bosque da ficção - Eco, Umberto
    1924 palavras | 8 páginas
  • Resumo do texto de eric hobsbawn.; o sentido do passado
    426 palavras | 2 páginas
  • Resenha - História Social do Jazz - Eric Hobsbawn
    2271 palavras | 10 páginas
  • Eric hobsbawm
    3885 palavras | 16 páginas
  • A construção da subjetividade da criança autista – um breve diálogo entre Jacques Lacan e Eric Berne
    4371 palavras | 18 páginas
  • resenha do texto "a invenção das tradições" ,Hobsbawn
    848 palavras | 4 páginas
  • A invenção das Tradições - Eric Hobsbawm e Terence Ranger (Eds.)
    2389 palavras | 10 páginas