Educação e a crise do capitalismo real.

4913 palavras 20 páginas
Síntese do livro: FRIGOTTO, Gaudêncio. Educação e a crise do capitalismo real. 6 ed, São Paulo: Cortez, 2010.

A obra “Educação e a crise do capitalismo real” do autor Gaudêncio Frigotto está dividida em quatro capítulos, que são:
I- A educação como campo social de disputa hegemônica.
II- Natureza, especificidade e custos humanos da crise dos anos 1970-1990.
III- O fim da sociedade do trabalho e a não centralidade do trabalho na vida humana.
IV- Educação e formação humana: ajuste neoconservador e alternativa democrática.
Nesses capítulos o autor demarca a concepção de educação como prática social que se define na articulação com os interesses econômicos, políticos e culturais dos grupos ou classes sociais e que acontece não somente
…exibir mais conteúdo…
O resgate das concepções marxistas de formação humana politécnica ou omnilateral emerge do terreno das contradições do capitalismo neste final de século.
A análise da educação no Brasil, segundo o autor, nos traça um quadro de extrema perversidade, que se dá de várias maneiras. Primeiramente, pelo fato de sermos uma sociedade que definiu sua independência pelas mãos do colonizador, herdando, portanto, uma matriz cultural bastante peculiar e até hoje continuamos a ser colonizados mediante a integração subordinada ao grande capital; a Revolução de 1930, embora explicite mudanças e reformas significativas, não constituiu efetivamente uma ruptura com as velhas oligarquias; no plano econômico, o Estado tem se constituído no grande fiador de uma burguesia oligárquica, protegendo latifúndios improdutivos, terra como mercado de reserva, subsídios sem retorno e especulação financeira; no plano político, há um pequeno avanço por meio de novos atores sociais (sindicatos, movimentos sociais urbanos, do campo e de minorias), que redefinem a relação Estado-sociedade e no plano educacional, as propostas de reformas localizadas e de caráter mais liberal na década de 1920 tiveram ferrenha resistência, especialmente da Igreja.
Para completar o quadro de perversidade, a partir dos anos 1930 foi montado um eficiente e amplo sistema de comunicação de massa. A princípio com a radiofusão e, mais tarde, as redes de televisão,

Relacionados

  • A educação no contexto da atual crise do capitalismo: impactos de uma nova regulação educacional sobre o trabalho docente
    3746 palavras | 15 páginas
  • A organização do espaço mundial
    1211 palavras | 5 páginas
  • Keynesianismo
    2152 palavras | 9 páginas
  • Exercicios de economia curso de direito
    2237 palavras | 9 páginas
  • Principais teóricos do neoliberalismo
    7619 palavras | 31 páginas
  • Influência da igreja católica no surgimento do serviço social e surgimento do serviço social
    1000 palavras | 4 páginas
  • Transformações no mundo do trabalho
    1427 palavras | 6 páginas
  • Resenha crítica do filme "Amém"
    878 palavras | 4 páginas
  • História economica
    5795 palavras | 24 páginas
  • Traçando um resumo histórico para contextualizar o período que se segue, a primeira guerra mundial e a revolução russa
    2526 palavras | 11 páginas