Efeito da auxina sobre o crescimento de raízes adventícias em estacas.

902 palavras 4 páginas
Efeito da auxina sobre o crescimento de raízes adventícias em estacas.

1.0 INTRODUÇÃO
A propagação de roseiras pode ocorrer por via sexuada, por sementes, ou assexuadamente, por rebentos nascidos das raízes, alporquia e mergulhia (SILVA JÚNIOR e OSAIDA,2006),estacas caulinares herbáceas (SILVA, 1999)e também por meio da micro propagação (PEREIRA,1998).
As auxinas são os reguladores vegetais com maior efetividade na promoção do enraizamento, cujo principal efeito está ligado à sua ação sobre a iniciação dos primórdios radicais.
Quando a auxina é aplicada em segmentos do caule, o transporte polar causa um rápido acúmulo da substância na porção basal, e, após algum tempo, a auxina acumulada nesse local poderá causar a produção de uma
…exibir mais conteúdo…
Após isso colocamos as estacas em água para verificarmos o efeito da auxina nos primórdios radiculares das estacas de roseiras retiras da planta matriz.

3.0 RESULTADOS E DISCUSSÕES
O enraizamento aconteceu em decorrência do acúmulo de AIA na porção imediatamente superior ao corte, já que o transporte polar de auxina é interrompido nessa região.
Após o tempo necessário para que a auxina tenha efeito significativo na indução dos primórdios radiculares (24 horas), em que ela penetra pelo corte e, então, é absorvida pelas células, induzindo a resposta fisiológica, avaliamos que a solução contendo 10 e 0 mg/l de AIB diluída em água obteve uma maior diferenciação de callus, com tudo uma maior quantidade de pontuações brancas visivelmente observadas com auxilio da lupa.
Nas maiores concentrações (50 e 100 mg/l) observamos um efeito contrário na indução do enraizamento.

4.0 CONCLUSÃO
Concluímos que o alongamento da parede celular é a resposta inicial dos tecidos vegetais às auxinas, ela estimulou uma bomba de prótons que promoveu a secreção de íons hidrogênio em um compartimento da parede celular causando acidificação. A secreção de prótons foi compensada por um movimento de cátions para o protoplasma. A acidificação promoveu a ativação de enzimas preexistentes causadoras do afrouxamento da parede celular. Isso possibilitou uma expansão

Relacionados

  • Alporquia, Mergulhia e Estáquia
    3445 palavras | 14 páginas
  • 99183550 Auxinas E Rizogenese Fisiologia Vegetal
    1457 palavras | 6 páginas
  • Fisiologia vegetal: crescimento e desenvolvimento vegetal
    4799 palavras | 20 páginas
  • PROPAGAÇÃO VEGETATIVA I REBENTOS, ESTAQUIA, MERGULHIA, ALPORQUIA E CULTURA DE TECIDOS
    3242 palavras | 14 páginas
  • Botanica
    7066 palavras | 29 páginas
  • CÉLULA VEGETAL: PAREDE CELULAR, VACÚOLO, CITOESQUELETO, PLASTOS E HORMÔNIOS VEGETAIS
    6006 palavras | 25 páginas