Enfermagem

1483 palavras 6 páginas
4.2 – Bronquiectasia – Conceito.

A bronquiectasia é uma dilatação crônica e irreversível dos brônquios e bronquíolos. Sob a nova definição da DPOC, ela é considerada um processo patológico separado da DPOC ( GOLD,WHO & NHLBI,2004). A bronquiectasia pode ser causada por várias condições, incluindo: obstrução da via aérea; lesão difusa da via aérea; infecções pulmonares e obstrução do brônquio ou complicações de infecções pulmonares de longo prazo; distúrbios genéticos como a fibrose cística; defesa anormal do hospedeiro (p.ex., discinesia ciliar ou imunodeficiência humoral); causas idiopáticas.

As pessoas podem ser predispostas à bronquiectasia em conseqüência das infecções respiratórias recorrentes no inicio da infância, sarampo, influenza, tuberculose ou distúrbios de imunodeficiência.

Os sintomas característicos da bronquiectasia incluem a tosse crônica e a produção de escarro purulento em quantidades copiosas. Muitos pacientes com essa doença apresentam hemoptise. O baqueteamento dos dedos também é comum por causa da insuficiência respiratória. Em geral, os pacientes apresentam episódios repetidos de infecção pulmonar. Mesmo com as modernas condutas de tratamento, a idade média na morte é de aproximadamente 55 anos.

4.2.1 – Sistematização da assistência de enfermagem no paciente com Bronquiectasia.

Diagnósticos de enfermagem:

a) Troca de gases prejudicada relacionada ao desequilíbrio na ventilação-perfusão evidenciado por dispnéia.

Relacionados

  • ENFERMAGEM
    1478 palavras | 6 páginas
  • Enfermagem
    6770 palavras | 28 páginas
  • Broncodilatadores Enfermagem
    814 palavras | 4 páginas
  • CLT Enfermagem
    3923 palavras | 16 páginas
  • enfermagem
    303 palavras | 2 páginas
  • ENFERMAGEM
    1528 palavras | 7 páginas
  • enfermagem
    958 palavras | 4 páginas
  • Enfermagem
    832 palavras | 4 páginas
  • Anotação de enfermagem
    1140 palavras | 5 páginas