Entrevista emocionante – psicólogo gari

1453 palavras 6 páginas
ENTREVISTA EMOCIONANTE – PSICÓLOGO GARI

"A moral e os costumes que dão cor à vida, têm muito maior importância do que as leis, que são apenas umas das suas manifestações. A lei toca-nos por certos pontos, mas os costumes cercam-nos por todos os lados, e enchem a sociedade com o ar que respiramos."
Toda ação repetida gera hábito.
O hábito muda o caráter.
O caráter muda a existência.
"Fingi ser gari por 8 anos e vivi como um ser invisível"

Psicólogo varreu as ruas da USP para concluir sua tese de mestrado da "invisibilidade pública". Ele comprovou que, em geral, as pessoas enxergam apenas a função social do outro. Quem não está bem posicionado sob esse critério, vira mera sombra social. Plinio Delphino, Diário de São Paulo.

O psicólogo social Fernando Braga da Costa vestiu uniforme e trabalhou oito anos como gari, varrendo ruas da Universidade de São Paulo. Ali, constatou que, ao olhar da maioria, os trabalhadores braçais são "seres invisíveis, sem nome". Em sua tese de mestrado, pela USP, conseguiu comprovar a existência da "invisibilidade pública", ou seja, uma percepção humana totalmente prejudicada e condicionada à divisão social do trabalho, onde enxerga-se somente a função e não a pessoa. Braga trabalhava apenas meio período como gari, não recebia o salário de R$ 400 como os colegas de vassoura, mas garante que teve a maior lição de sua vida:

"Descobri que um simples bom dia, que nunca recebi como gari, pode significar um sopro de vida, um sinal da

Relacionados

  • Relatório de Ergonomia - Uniforme Garis
    2804 palavras | 12 páginas
  • entrevista
    807 palavras | 4 páginas
  • entrevista adolescente
    1214 palavras | 5 páginas
  • Entrevista lúdica
    2219 palavras | 9 páginas
  • Psicólogo pesquisador
    877 palavras | 4 páginas
  • Entrevista
    821 palavras | 4 páginas
  • ENTREVISTA PSICOLOGICA
    1117 palavras | 5 páginas
  • Entrevista com psicólogo organizacional
    434 palavras | 2 páginas
  • RESENHA: A PSICOLOGIA DOS PSICÓLOGOS
    2411 palavras | 10 páginas