Entrevista sobre Alzheimer

4020 palavras 17 páginas
pontifícia universidade católica – pucpr escola de saúde e biociências
CURSO DE PSICOLOGIA

ALZHEIMER

CURITIBA
2013

ALZHEIMER

Trabalho sobre Alzheimer apresentado ao Curso de Graduação em Psicologia da Pontifícia Universidade Católica do
Paraná, na matéria de Neurociência sob
Orientação do professor Marcos Cesar Marins

CURITIBA
2013

Em agradecimento ao Prof.ª Dra. Patrícia Andreia Dombrowski Gutmann (graduada em Farmácia com habilitação em Bioquímica pela UFPR, Mestre em Farmacologia na área de psicofarmacologia pela UPRR e Doutora em Farmacologia na área de Neurociências pela UFPR), que possibilitou ampliar o
…exibir mais conteúdo…
Ao microscópio, viu tratar-se de um problema dentro dos neurônios, os quais pareciam atrofiados e cheios de placas estranhas e fibras retorcidas, enroscadas umas nas outras. Desde então, esse tipo de degeneração nos neurônios ficou conhecido como placas senis, até hoje consideradas característica fundamental da Doença de Alzheimer.
Estima-se, hoje em dia, que uma em cada 10 pessoas maiores de 80 anos será portadora da Doença de Alzheimer a cada ano que passa. A mesma probabilidade vale para 1 a cada 100 pessoas maiores de 70 e 1 a cada 1000 pessoas maiores de 60 anos. Esta é a avaliação de 1999, feita pela Federação Espanhola de Associações de Familiares de Enfermos de Alzheimer (AFAF). Assim sendo, a Doença de Alzheimer acomete de 8 a 15% da população com mais de 65 anos (Ritchie & Kildea, 1995).
A Doença de Alzheimer é uma das formas de demência neurodegenerativas, mas não se pode generalizar todas as demências como sendo Doença de Alzheimer. A Doença de Alzheimer, a demência vascular, a demência com corpos de Lewy e a demência frontotemporal são as quatro causas mais frequentes de demência. Atualmente fala-se muito em demência mista, devido constatação de mais de um fator associado em um mesmo quadro demencial.
Apesar da Doença de Alzheimer continuar sendo uma síndrome de causa desconhecida e incurável até o momento, nos últimos anos as perspectivas da ciência gozam de certo otimismo realista, considerando as possibilidades de a medicina

Relacionados

  • Relatório de Estágio III SERVIÇO SOCIAL CRAS
    2851 palavras | 12 páginas
  • Demência de alzheimer
    8983 palavras | 36 páginas
  • Crescimento E Desenvolvimento F Sico E Motor De Idosos 2 SEM
    6138 palavras | 25 páginas
  • Intoxicação endogena e exogena
    2747 palavras | 11 páginas
  • Terceira idade- slide
    2113 palavras | 9 páginas
  • APOSTILA DE OFICINA E TEORIAS SOCIAIS
    6192 palavras | 25 páginas
  • manual monografia
    4143 palavras | 17 páginas
  • Estudo de caso clínico esquizofrenia
    3569 palavras | 15 páginas
  • Plano de aula trimestral
    2328 palavras | 10 páginas
  • Manipulção genetica
    7708 palavras | 31 páginas