Epidemiologia da cólera

3234 palavras 13 páginas
1.0 INTRODUÇÃO:
O cólera é uma infecção intestinal aguda causada pelo Vibrio cholerae, que é uma bactéria capaz de produzir uma enterotoxina que causa diarréia. Apenas dois sorogrupos (existem cerca de 190) dessa bactéria são produtores da enterotoxina, o V. cholerae O1 (biotipos "clássico" e "El Tor") e o V. cholerae O139.
O Vibrio cholerae é transmitido principalmente através da ingestão de água ou de alimentos contaminados. Na maioria das vezes, a infecção é assintomática (mais de 90% das pessoas) ou produz diarréia de pequena intensidade. A prevenção da cólera pode ser feita através de vacina e principalmente através de medidas de higiene e saneamento básico. A vacinação é de responsabilidade do governo. No caso da cólera, não há
…exibir mais conteúdo…
O cólera é uma infecção intestinal aguda causada pelo Vibrio cholerae, que é uma bactéria capaz de produzir uma enterotoxina que causa diarréia. Apenas dois sorogrupos (existem cerca de 190) dessa bactéria são produtores da enterotoxina, o V. cholerae O1 (biotipos "clássico" e "El Tor") e o V. cholerae O13.

2.2 TRANSMISSÃO: As abluções rituais com água do Rio Ganges são importantes na geração de epidemias da Cólera na Índia. A cólera é transmitida geralmente através da água, alimentos e talheres contaminados com o Vibrio cholerae. A contaminação de rios ocorre pelo tratamento inadequado de água e esgoto (com fezes e vômito de pessoas contaminadas). A variedade El Tor, mais resistente a vida aquática, é mais virulenta. A doença causa diarréia aquosa e vômitos aumentando a chance de transmissão.
O V. cholerae penetra no organismo humano por ingestão de água ou de alimentos contaminados (transmissão fec-oral). Se conseguir vencer a acidez do estômago, alcança o intestino delgado onde o meio é alcalino, multiplica-se intensamente, principalmente em duodeno e jejuno, e produz a enterotoxina que pode causar diarréia. Uma pessoa infectada elimina o V. cholerae nas fezes por em média 7 a 14 dias. A água e os alimentos podem ser contaminados principalmente por fezes de pessoas infectadas, com ou sem manifestações. A disseminação direta de uma pessoa para outra é pouco

Relacionados

  • Contribuintes para a história da epidemiologia
    1174 palavras | 5 páginas
  • Introdução a Epidemiologia
    1420 palavras | 6 páginas
  • Trabalho de imunologia
    920 palavras | 4 páginas
  • Epidemiologia
    1499 palavras | 7 páginas
  • Resenha epidemiologia e saúde
    2782 palavras | 12 páginas
  • Parasitologia da cólera
    1205 palavras | 5 páginas
  • Resumo livro tratado de saúde coletiva
    2210 palavras | 9 páginas
  • Saude Publica
    5407 palavras | 22 páginas
  • Epidemiologia
    463 palavras | 2 páginas
  • Cronologia do sus
    1701 palavras | 7 páginas