Equilíbrio dos corpos flutuantes

1842 palavras 8 páginas
INTRODUÇÃO

Princípio de Arquimedes
1.Todo corpo submerso em um líquido, desloca desse liquido uma quantidade determinada, cujo volume é exactamente igual ao volume do corpo submerso. 2. O corpo submerso no líquido "perde" de seu peso uma quantidade igual ao peso do volume de líquido igual ao volume submerso.

Sabe-se que um corpo qualquer, colocado num líquido, nem sempre afunda. Uma pedra de gelo flutua na superfície de um refrigerante, e um barco flutua, num lago, num rio ou num oceano. Por que acontece isto? A explicação é dada pelo Teorema de
Arquimedes. Este princípio mostra que, quando se introduz um corpo num líquido, a parte do corpo que penetra no seio do líquido desloca uma certa quantidade de líquido, e que
…exibir mais conteúdo…
De acordo com o Princípio de Arquimedes, seu empuxo (que antes era maior do que seu peso ) diminui. O bloco ficará em equilíbrio de flutuação na superfície da água quando a força de empuxo for exactamente igual ao peso. Dizemos que o corpo ficará flutuando em equilíbrio estático.
Ocasionalmente, algumas embarcações ou navios podem ser modificadas, introduzindo-se mastros maiores ou canhões mais pesados; nestes casos, eles se tornam mais pesados e tendem a emborcar em mares mais agitados. Os "icebergs" muitas vezes também viram quando derretem parcialmente. Estes fatos sugerem que, além das forças, os torques destas forças também são importantes para o estudo do equilíbrio de flutuação.

figura(3)
Há três diferentes tipos de equilíbrio: Indiferente, estável e instável.
Quando um corpo está flutuando em um líquido, ele está sujeito à acção de duas forças de mesma intensidade, mesma direcção (vertical) e sentidos opostos: a força o peso e o empuxo. Os pontos de aplicação dessas forças são, respectivamente, o centro de gravidade do corpo G e o centro de empuxo C, que corresponde ao centro de gravidade do líquido deslocado ou centro de empuxo.

Equilíbrio Indiferente
Se o centro de gravidade G coincide com o centro de empuxo C, situação mais comum quando o corpo está totalmente mergulhado, o equilíbrio é INDIFERENTE, isto é, o corpo

Relacionados

  • Hidrostática
    2120 palavras | 9 páginas
  • Diferenças entre esqueleto axial e apendicular e seus principais ossos
    1018 palavras | 5 páginas
  • hidrodinâmica aplicada ao navio
    19793 palavras | 80 páginas
  • Teoria de arquimedes
    924 palavras | 4 páginas
  • Botânica - plantas aquáticas
    1469 palavras | 6 páginas
  • Guindastes e grua
    2690 palavras | 11 páginas
  • MECÂNICA DOS FLUIDOS E SUA EVOLUÇÃO CIENTÍFICA
    1284 palavras | 6 páginas
  • Adaptação ao meio aquatico
    3673 palavras | 15 páginas