Ergonomia na vida diaria

2536 palavras 11 páginas
A ergonomia, desde sua origem, vinculou-se ao estudo de atividades militares e de produção industrial. Com a sua recente expansão para o setor de serviços, houve a incorporação de um novo contingente de profissionais interessados na ergonomia. Isso provocou mudanças em sua forma de atuação, que pode ser resumidas nos seguintes tópicos.
Novas disciplinas – Tradicionalmente, a ergonomia tem sido considerada como sendo uma área interdisciplinar da fisiologia, psicologia e engenharia, atualmente existe uma tendência de expansão dessas fronteiras, incorporando conhecimentos de diversas outras áreas como informática, ciências sociais, arquitetura e urbanismos, desenho industrial e assim por diante.
Novos sujeitos – Tradicionalmente, os sujeitos das pesquisas em ergonomia têm sido homens adultos, na faixa de 20 a 50 anos, ou seja, a mão de obra fabril. Com a expansão do seu campo de atuação, foi necessário estudar cada vez mais o trabalho feminino, das crianças, dos idosos e portadores de deficiência, além disso, a ergonomia hoje tem uma preocupação social maior, não se restringindo às atividades produtivas.
Novos critérios – os critérios adotados pela ergonomia referiam-se quase sempre a questões ligadas á segurança, eficiência e produtividade, com o alargamento das suas aplicações, houve uma tendência de considerar critérios mais subjetivos e os interesses difusos, como conforto, a qualidade de vida, o bem estar social, a satisfação dos consumidores e assim por diante.

18.1

Relacionados

  • Ergonomia postura, qualidade de vida no trabalho
    2452 palavras | 10 páginas
  • ERGONOMIA NA INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA
    1442 palavras | 6 páginas
  • Resumo na vida dez na escola zero
    1436 palavras | 6 páginas
  • quimica na vida
    1450 palavras | 6 páginas
  • Energia na Vida Humana
    1181 palavras | 5 páginas
  • Princípios de ergonomia na eletrotécnica
    2302 palavras | 10 páginas
  • Ergonomia na serraria
    4248 palavras | 18 páginas