Escola contista e controlista

2392 palavras 10 páginas
Resumo

A primeira escola de pensamento contábil foi a Contista, no século XVIII, cuja ideia central era o mecanismo das contas, mais especificamente, o seu funcionamento, subordinando-as a forma de escrituração, razão pela qual a contabilidade se confundia com a escrituração. Daí ser considerada a ciência das Contas. Contas a Pagar e a Receber. Sendo o primeiro movimento surgido através de uma obra feita por Luca Paciolli, reunindo assim vários contadores sob o manto de uma mesma linha de pensamento. Realizaram também estudos sobre as relações comerciais, o processo geral de registro do haver e dever, sobre a teoria das cinco contas, a criação da conta de capital e sobre as pessoas de uma empresa. Já a escola Controlista era considerada
…exibir mais conteúdo…
Entre as inovações desta escola destacam-se a criação da conta de capital e a separação da empresa da pessoa do proprietário. A conta de capital surgiu nesta época devido ao surgimento de muitas sociedades, o que tornou necessário definir qual era a dívida da empresa para com cada sócio. Esta dívida era definida na conta de capital, o que levou à separação dos bens dos sócios dos bens da empresa, pois os sócios passaram a responder pelas dívidas da empresa somente até o montante do capital por eles aplicado na empresa. Segundo Schmidt (2000, p.32), mesmo com pensamentos diferentes, porém dentro da mesma linha, e, apesar das críticas, quem fortaleceu a contabilidade como uma atividade humana com vida própria, foram os contistas por iniciarem uma corrente de pensamento.

7

O Contismo perdeu influência entre os estudiosos da ciência devido à falta de suporte de sua enunciação. A conta não é a causa, mas o efeito que expressa o fenômeno patrimonial. Logo, uma ciência não se dedica ao estudo do efeito, mas da causa como objeto de observação, elaboração, exposição e análise. O Contismo tentou sobreviver com as novas tendências de observação que Fábio Besta elaborou, mas não conseguiu impedir o desenvolvimento do Personalismo, que o iria substituir entre os intelectuais de nossa Ciência, além da oposição do materialismo substancial de Villa. Os principais personagens do contismo foram: Leonardo Fibonacci, Francesco di Balduccio Pegolotti, Angelo Pietra, Ludovico Flori,

Relacionados

  • Escola controlista
    3960 palavras | 16 páginas
  • Escola contista
    857 palavras | 4 páginas
  • ANÁLISE DA PERÍCIA CONTÁBIL FRENTE ÀS FRAUDES COMETIDAS NO SETOR PÚBLICO FEDERAL BRASILEIRO NA ATUALIDADE
    7020 palavras | 29 páginas
  • Escritores Contabeis
    7534 palavras | 31 páginas