Estética e função social

5187 palavras 21 páginas
ESTÉTICA II
O Gosto Como um Fato Social
Da mesma forma que o surgimento da Estética ocorreu num contexto social e político determinado, também é possível pensar a questão da beleza como um fato social. Fato social é um conceito da sociologia, proposto por Émile Durkheim, um dos fundadores dessa ciência.
Segundo ele os fatos sociais são imposições que a sociedade faz aos indivíduos e que os obrigam a seguir. São os fatos sociais que fornecem o objeto de estudo específico da Sociologia e são caracterizados pela: generalidade, fatos comuns aos indivíduos de determinada sociedade; exterioridade, exteriores ao indivíduo, pois não dependem dele; e coercitividade, obrigam-no a agir dessa ou daquela maneira.
O gosto vai se formando a partir de
…exibir mais conteúdo…
Por isso, não concorda que sejam possíveis normas morais absolutas, metafísicas, fundamentadas puramente na razão. Apenas uma concordância entre os cidadãos sobre as qualidades morais, baseadas na utilidade e no prazer que proporcionam, é que garante a validade das regras. E ele também leva esse julgamento aos juízos de gosto.
Nos juízos de gosto Hume aponta também para a idéia de consenso. E ele demonstra as dificuldades de se chegar a essa idéia comum e a precariedade em concluir alguma idéia definitiva e absoluta sobre o belo. Ele constata a grande variedade e diferença de gostos e opiniões, mesmo entre indivíduos da mesma cultura e que tenham tido a mesma educação. O filósofo chama a atenção para que não sejam julgados os gostos estranhos, como sendo bárbaros. Bárbaro, pode ser também o nosso julgamento diante daquele que é diferente. Não se pode cair na tentação de considerar belo apenas as preferências de determinadas pessoas ou culturas, ou seja, essa busca de uma padronização do gosto não pode significar a mutilação do direito de discordar e da liberdade de escolha.
Essa diversidade de gostos é mais evidente, segundo Hume, na realidade, no plano individual e particular do que no plano das aparências, dos discursos sobre assuntos mais amplos. No terreno da moral, por exemplo, dificilmente alguém discordaria de que “...a justiça, o humanitarismo, a prudência e a veracidade...” (HUME, 1997, p. 56) não fossem dignas de aplausos, e que as

Relacionados

  • Estética - arte e vida cotidiana
    3400 palavras | 14 páginas
  • Estética ou filosofia da arte
    1904 palavras | 8 páginas
  • O que é Estética Cap1 - Marc Jimenez - Reflexão escrita
    1119 palavras | 5 páginas
  • Estética e teoria da arte
    7698 palavras | 31 páginas
  • Resenha crítica: herbert marcuse. a dimensão estética
    2065 palavras | 9 páginas
  • artigo
    1799 palavras | 8 páginas
  • ESTÉTICA E IMAGEM PESSOAL: A IMPORTÂNCIA DO TRABALHO DO PROFISSIONAL TECNÓLOGO EM ESTÉTICA NO MUNDO CONTEMPORÂNEO
    3377 palavras | 14 páginas
  • Resumo capítulo 4 "teoria de moda", mara rúbia sant'anna
    957 palavras | 4 páginas
  • A importância do profissional de estética na sociedade
    5671 palavras | 23 páginas
  • estetica e imagem pessoal
    5025 palavras | 21 páginas