Estética e teoria da arte

7698 palavras 31 páginas
ESTÉTICA E TEORIA DA ARTE – Harold Osborne 9
1 - O CONCEITO CLÁSSICO DA ARTE
A arte como ofício
A feitura de objetos estéticos tem sido quase universal no discorrer da história humana. Desde o aparecimento do homem moderno, durante o período paleolítico superior, e a bela eflorescência da arte das cavernas nos períodos aurignacianos e magdalenianos, foram relativamente poucos os povos que, em todas as épocas, não produziram artefatos que hoje podemos apreciar esteticamente como coisas de beleza, muito embora já não conheçamos nem aceitemos os valores que eles promoviam.
Durante toda a História, as obras de arte eram artefatos fabricados para promover algum valor ulterior e não, como agora, feitos predpuamente para serem obras de arte,
…exibir mais conteúdo…

Como disse E. E. Sikes, que escreveu sobre literatura grega: "Para os gregos do quinto século, a fórmula de L'art pour l'art (a arte pela arte) teria sido monstruosa ou simplesmente ininteligível." As artes eram apreciadas exatamente como quaisquer outros produtos da indústria humana — pela sua eficácia na promoção dos objetivos para os quais tinham sido feitas. Além disso, as belas-artes, como hoje lhes chamamos, estavam mais Intimamente integradas na vida da antiga cidade soberana do que o estão na comunidade moderna, em que uma abordagem estética ainda é restrita e a elevação das artes a um pedestal cultural lhes enfraqueceu a influência direta na vida da maioria, dilatando o abismo entre o gosto inculto e o que denominamos gosto "requintado". Na Grécia antiga, a vida se vivia muito mais no plano social do que acontece conosco. As ocupações e preocupações privadas desempenhavam uma parte relativamente pequena na existência total do grego comum da era clássica. A arte deles tinha também uma função eminentemente social. Não se escrevia poesia para ser lida em casa pelos poucos que porventura a apreciassem. Os poemas épicos nacionais eram bíblia e manual no sistema educativo. Cantavam-se poesias em todas as reuniões sociais e em todas as cerimônias religiosas, e a poesia era uni complemento essencial dos grandes certames atléticos.

Relacionados

  • Resumo do Livro Problemas da Estética de Luigi Pareyson
    1541 palavras | 7 páginas
  • Estética ou filosofia da arte
    1904 palavras | 8 páginas
  • Introdução à estética - Dabney Townsend
    2723 palavras | 11 páginas
  • Estética – a vivência através da arte
    912 palavras | 4 páginas
  • Psicologia da arte (l.s. vigotski)
    973 palavras | 4 páginas
  • Teoria institucional da arte de Dickie
    5144 palavras | 21 páginas
  • Capitulo vii - a beleza segundo a estética idealista alemã
    836 palavras | 4 páginas
  • Aspectos da cenografia no século XX: Adolphe Appia e Gordon Craig
    4309 palavras | 18 páginas
  • resenha
    3352 palavras | 14 páginas