Esterelização por óxido de etileno

3358 palavras 14 páginas
ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE PUBLICA “PROFESSOR MAKIGUTI”

TÉCNICO EM FARMÁCIA 3° MODULO NOTURNO

ESTERELIZAÇÃO POR GASES:

ÓXIDO DE ETILENO

SÃO PAULO- SP

SETEMBRO DE 2010

GRAZIELA DANTAS GONZAGA

EUNICE ELISIÁRIO DA SILVA

SIMONE LOPES DA COSTA

TATIANE RODRIGUES MALHEIROS

ARIANE

ESTERELIZAÇÃO POR GASES:

ÓXIDO DE ETILENO

Trabalho bimestral apresentado na Escola Técnica de Saúde Publica “Professor Makiguti” como requisito para avaliação do aprendizado na matéria de Produção de medicamentos e cosméticos.

Orientador: Professor Fábio

SÃO PAULO – SP
…exibir mais conteúdo…
Começou a ser produzido comercialmente em 1921, sendo usadas em pulverização de produtos têxteis, drogas, livros, na agricultura como inseticida de atividade ampla, em concentrações na faixa de 3,2 a 32,0 MG/l e na indústria do fumo, para diminuir o tempo de envelhecimento e reduzir o conteúdo de nicotina.

O uso como agente esterilizante data de 1949, quando os parâmetros necessários à ação esporicida do ETO foram determinados e as indústrias passaram a utilizá-lo como esterilizante de alimentos e condimentos importados.

Pouco depois da II Guerra Mundial, quando cientistas iniciaram as pesquisas de um novo esterilizante, procuravam um gás bactericida e esporicida que fosse eficaz em temperatura relativamente baixa, que penetrasse em substâncias porosas e não corroesse ou danificasse materiais termos sensíveis. Esperavam que o agente fosse inicialmente removível pela aeração, agisse rapidamente, tivesse um baixo grau de toxicidade para seres humanos, não fosse inflamável e fosse fácil de ser obtido, armazenado e manuseado. Concluíram então, que o Óxido de Etileno -(ETO) era o que mais se aproximava de todos os padrões para o agente que necessitavam.

A partir de 1962, seu uso foi adotado no ambiente hospitalar, na esterilização dos artigos médico-hospitalares sensíveis ao calor.

Atualmente, existem autoclaves com

Relacionados

  • Óxidos
    6103 palavras | 25 páginas