Estudo das propriedades reológicas do muco brônquico

4884 palavras 20 páginas
ISSN 1413-3555

Rev. bras. fisioter. Vol. 9, No. 1 (2005), 33-39
©Revista Brasileira de Fisioterapia

ESTUDO DAS PROPRIEDADES REOLÓGICAS DO MUCO BRÔNQUICO DE
PACIENTES SUBMETIDOS A TÉCNICAS DE FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA

Martins, A. L. P., Jamami, M. e Costa, D.
Programa de Pós-graduação em Fisioterapia, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP, Brasil
Correspondência para: Ana Lúcia Pio Martins, Rua Maestro Nicanor Vieira, 279, Centro,
CEP 37140-000, Areado, MG, e-mail: anapio@iris.ufscar.br ou ana.pio@bol.com.br
Recebido: 26/1/2004 – Aceito: 26/10/2004

RESUMO
Objetivo: Analisar amostras de muco brônquico de pacientes com hipersecreção brônquica submetidos à higiene brônquica (HB), sendo avaliadas as propriedades reológicas, o volume expectorado e o índice de purulência (IP) do muco. Método: O protocolo de HB constou de inalação, drenagem postural, tapotagem, aumento do fluxo expiratório e uso do aparelho Flutter®. Foi coletado muco expectorado de 9 pacientes antes e após cada sessão de HB. O muco coletado foi conservado a –20oC. As medidas reológicas foram realizadas no reômetro Dynamic Stress Rheometer AR1000N, com a ferramenta placa paralela, deformação constante de
0,01 Pa, na faixa de freqüência de 1 a 20 Hz, a 37oC. Foram obtidos valores de G’ (módulo elástico), G” (módulo viscoso), η’
(viscosidade dinâmica) e η* (viscosidade complexa), sendo utilizados para a análise estatística não-paramétrica (p ≤ 0,05) os valores observados nas

Relacionados