Estudo de caso - impetigo bolhoso

1577 palavras 7 páginas
ESTUDO DE CASO: IMPETIGO BOLHOSO

Gabriela Acordi¹ Evelin Machado dos Santos² Patricia Carvalho ²

Resumo: Trata-se de um estudo qualitativo, descritivo e de campo ao qual tem como objetivo, a realização de um estudo de caso, com a participação de uma família direcionada a um membro que necessite de cuidados de um Hospital Materno Infantil do extremo sul catarinense. O critério de seleção ocorreu por meio de interesse dos acadêmicos do grupo de estágio juntamente com o auxilio da orientadora do estágio supervisionado. O método adotado para o estudo foi OTDPIA, O (ouvir), T (tocar), D (diagnosticar), P
…exibir mais conteúdo…
A teoria escolhida foi a da adaptação de Sister Callista Roy que segundo (Leopardi, 2006), é construída dentro do modelo adaptativo, no qual há conceitos bases que estão pressupostamente inter-relacionados, tais como os conceitos de Enfermagem, saúde/doença, ambiente e pessoa. O modelo de Roy beneficia os enfermeiros quando associados à capacidade de observação e análise das situações vivenciadas. A enfermeira passa a adquirir uma visão holística, adquirindo um olhar mais humanístico do indivíduo. Na prática, os conceitos de Roy podem ser aplicados, seguindo uma metodologia assistencial, exigindo do profissional empenho, vontade e disponibilidade.

2. METODOLOGIA

Trata-se de um estudo qualitativo, descritivo e de campo realizado em um Hospital Materno Infantil do extremo sul catarinense no tempo compreendido de 30 de novembro a 15 de dezembro de 2012. O paciente escolhido para a realização desse estudo é um RN, 23 dias, sexo masculino, residente do município de Cocal do Sul – SC.

2.1 ASPECTOS ÉTICOS

A coleta de dados só foi realizada após a assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido, além disso, utilizou-se como base a resolução 196/96 do Conselho Nacional de Saúde.

2.2 ORAGNIZAÇÃO DO ESTUDO

Os dados também foram analisados conforme metodologia acima.

3. RESULTADOS

O) - T. M., nascido

Relacionados