Eugênio Gudin versus Roberto Simonsen.

2979 palavras 12 páginas
Pequena análise sobre a polêmica teórica entre Eugênio Gudin versus Roberto Simonsen. Origens, dinâmica e o desfecho.

Com a quebra da bolsa de Nova York, em 1929, a década de 1930 foi marcada pela maior crise econômica do sistema capitalista. Tal crise gerou grandes mudanças econômias, políticas, ideológicas e institucionais em todo o mundo. Em 1942, o governo Vargas solicitou ao Conselho Nacional de Políticas Industriais e Comerciais (CNPIC) que formulasse um relatório das bases e necessidades de uma política industrial e comercial para o país. O encarregado foi o relator do conselho, Roberto Simonsen.
Simonsen entregou A planificação da economia brasileira em que sugeria planejamento, presença do Estado na economia e necessidade da
…exibir mais conteúdo…
A magnitude dos empreendimentos industriais de Simonsen pode ser avaliada pelo exemplo da construção de quartéis e hospitais para o Exército, entre 1920 e 1922, que se estendeu por 36 cidades e nove Estados. Do comando de suas empresas, que incluíram, posteriormente, frigoríficos, fábricas de artefatos de cobre, borracha, dentre outros, nas grandes cidades e no interior, observava atentamente as condições precárias de vida da maioria da população brasileira.
Em seus pronunciamentos públicos, costumava abordar os aspectos sociais do país, mostrando que parcela considerável da população brasileira estava à margem de qualquer política de inclusão social. Defendia a industrialização como a única solução efetiva para esse problema, já que a pobreza na agricultura era quase endêmica. Preocupava-se profundamente com a educação técnica, com a qualificação da mão de obra e com a formação de profissionais de nível superior na área científica, cuja ausência quase total era um sério entrave ao desenvolvimento industrial do país.
Ele, pessoalmente, fundou duas escolas de nível superior. Contudo, sua obra mais notável foi, sem dúvida, a criação do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial - SENAI, visando preencher em parte o vazio absoluto que era a formação profissional do operariado brasileiro. Trabalhou também na adoção e na utilização de normas técnicas para a indústria nacional. Através de sua liderança industrial, fundou e dirigiu

Relacionados