Eutanásia

5462 palavras 22 páginas
1.0 INTRODUÇÃO

O presente trabalho visa verificar os aspectos positivos e negativos da Eutanásia por meio de uma breve pesquisa de campo e bibliográfica, e através do enquête verificaremos a opinião de pessoas que vivem em pleno século XXI, envolvendo-as com seu caráter ético, jurídico e religioso. Tendo como objetivo, maior conhecimento sobre a mesma. Havendo em pauta as questões legais e sociais e envolvendo a sua adoção ou não.
Tendo em vista que este assunto ainda é um tabu na nossa sociedade brasileira, e também considerando o ato ilícito perante a Constituição, que é a Lei Maior e sendo tipificado no Código Penal.
A eutanásia é uma prática pela qual se abrevia a vida de um enfermo incurável de maneira controlada e assistida por um especialista.
A eutanásia representa atualmente uma complicada questão de bioética e biodireito, pois enquanto o Estado tem como princípio a proteção da vida dos seus cidadãos, existem aqueles que, devido ao seu estado precário de saúde, desejam dar um fim ao seu sofrimento antecipando a morte.
Independentemente da forma de Eutanásia praticada, seja ela legalizada ou não (tanto em Portugal quanto no Brasil esta prática é considerada como ilegal), é considerada como um assunto controverso, existindo sempre prós e contras-teorias eventualmente mutáveis com o tempo e a evolução da sociedade, tendo sempre em conta o valor de uma vida humana. Sendo eutanásia um conceito muito vasto, distinguem-se aqui os vários tipos e valores

Relacionados

  • Eutanasia
    4349 palavras | 18 páginas
  • eutanasia
    1705 palavras | 7 páginas
  • Introdução: eutanásia
    881 palavras | 4 páginas
  • Eutanasia e Distanasia
    3417 palavras | 14 páginas
  • Eutanásia e Suícidio
    4326 palavras | 18 páginas
  • Slide sobre a eutanásia
    858 palavras | 4 páginas
  • Será a eutanásia moralmente aceitável?
    828 palavras | 4 páginas
  • Trabalho de Eutanasia - Deontologia
    3097 palavras | 13 páginas
  • A eutanásia em peter singer
    2295 palavras | 10 páginas
  • argumentos contra a eutanasia
    821 palavras | 4 páginas