Exegese do Salmo 23

2300 palavras 10 páginas
INSTITUTO BETEL DE ENSINO SUPERIOR - IBES

Por

José Nilton de Sousa Cruz Rodrigues

TRABALHO EXEGÉTICO DO SALMO 23

Trabalho sobre a matéria Hermenêutica, apresentado como exigência parcial para a obtenção do grau de Bacharel em Teologia, ao Instituto Betel de Ensino Superior, para a apreciação do professor Carlos Augusto Vailatti.

São Paulo, Junho de 2008.
Introdução

Sendo o mais conhecido de todos os salmos, o salmo 23 ganhou esta notoriedade não por mero convencionalismo, antes por ser um belo cântico ou oração que pode ser repetida por cada um que se enquadra nos mesmos ditames da fé do salmista. Ele fala de Deus como sendo suficientemente pleno, de modo que os que confiam Nele não necessitam sair a buscar saciar seus desejos noutros deuses, pois, esse Deus-Pastor é auto-suficiente e pode saciar o desejo de todo aquele que espera nele. Nesta obra procurei entrar dentro do salmo e viver como um expectador observando a personagem principal, com suas aflições e esperanças. Porém, não me detive no mesmo, mas procurei explorar o ambiente vivencial da mesma. Tudo isso, porém, sem abrir mão da ênfase acadêmica, que é o objetivo principal no momento.

Capítulo I

Crítica Histórica de Salmos

O nome original hebraico mais antigo do livro de salmos é “mizmorôt” ou “ mizmôr” e quer dizer cânticos, ou ainda, “cântico entoado com acompanhamento musical”1. O

Relacionados

  • Salmos
    4955 palavras | 20 páginas
  • Exegese - Lucas 4.1-13 , Hermenêutica, Exegese
    7469 palavras | 30 páginas
  • EXEGESE DO TEXTO MARCOS 2.15-17
    6079 palavras | 25 páginas
  • salmo 23
    1190 palavras | 5 páginas
  • manual exegese
    2574 palavras | 11 páginas
  • Exegese Do Salmo 23 Pastoreio E Hospitalidade Do Senhor
    8466 palavras | 34 páginas
  • exegese
    1571 palavras | 7 páginas
  • exegese ageu
    2682 palavras | 11 páginas
  • Manual de Exegese B blica
    18691 palavras | 75 páginas
  • Salmo 23
    3968 palavras | 16 páginas