Expansão do capitalismo e seus Novos Ideais

2716 palavras 11 páginas
Introdução

No fim do feudalismo e instauração do capitalismo, ocorre a Revolução Comercial. Nessa revolução a Europa tenta expandir seu mercado até a Índia. Nessas tentativas foi descoberta a América o que causa o colonialismo americano. A colonização é um processo de dominação total, ou seja não só econômica, mas religião, cultural, política, etc. Esse sistema manteve o Capitalismo Mercantil, no entanto no século XIX ocorrem mudanças, na Inglaterra começa a Revolução Industrial, baseada no sistema fabril, que consegue produzir grandes quantidades a preços menores. É a marca da transição de manufaturas para Maquino fatura.
A revolução se espalha pro resto da Europa, esse processo é chamado de II Revolução Industrial. Essa revolução
…exibir mais conteúdo…
A classe mercantil afirmou-se na fase de decadência do modo de produção feudal, mas o capitalismo só floresceu quando o modo de produção que o caracteriza tornou-se dominante. Assim, não se pode falar em capitalismo na antiguidade ou na Idade Média, nem em cidades como Gênova, Veneza ou Pisa, que se desenvolveram em função do comércio.

A expansão comercial foi, no entanto, o fator que permitiu a eclosão posterior do capitalismo. O crescimento das cidades, a abertura de novas rotas marítimas, o contato com novos centros populacionais do Oriente, a descoberta de metais preciosos no Novo Mundo e a ampliação do comércio entre as cidades europeias provocaram o aumento da demanda além da capacidade de produção artesanal. Criaram-se desse modo as condições para o surgimento da produção industrial.

A expansão do capitalismo comercial, ocorrida entre os séculos XIII e XVIII, promoveu a difusão das ideias mercantilistas, que advogavam a intervenção do estado para promover a prosperidade e o fortalecimento das nações. Como a acumulação de riquezas dependia da exploração e comercialização do ouro e da prata, os países lançaram-se à conquista de novas terras e à ampliação dos mercados. Dessa forma, o espírito do mercantilismo estimulou os sentimentos nacionalistas, provocou o florescimento do comércio e, em consequência, criou as condições para a aparição do modo de produção capitalista.

As riquezas acumuladas durante o período mercantilista,

Relacionados

  • Revolução científica
    2710 palavras | 11 páginas
  • Síntese do texto - "partilha europeia e conquista da áfrica: apanhado geral"
    1681 palavras | 7 páginas
  • luc boltanski
    3202 palavras | 13 páginas
  • resenha serviço social sociedade e alienação martinelli
    5820 palavras | 24 páginas
  • a descolonização e o terceiro mundo
    1643 palavras | 7 páginas
  • Iluminismo, revolução francesa, revolução industrial
    3230 palavras | 13 páginas
  • FICHAMENTO “A PRODUÇÃO CAPITALISTA DO ESPAÇO” DE DAVID HARVEY
    1184 palavras | 5 páginas
  • O capitalismo e a construção do espaço geográfico
    2496 palavras | 10 páginas
  • Capitalismo pontos positivos e negativos
    2573 palavras | 11 páginas
  • SINDICALISMO NO BRASIL E O MUNDO DO TRABALHO
    3497 palavras | 15 páginas