FICHAMENTO: Hannah Arendt: “AS ORIGENS DO TOTALITARISMO"

3450 palavras 14 páginas
FICHAMENTO: Hannah Arendt: “AS ORIGENS DO TOTALITARISMO"

1: UMA SOCIEDADE SEM CLASSES.
1. AS MASSAS:
(P.355) Nada caracteriza melhor os movimentos totalitários que a surpreendente facilidade com que são substituídos. (...)
(P.356) Essa impermanência tem certamente algo a ver com a volubilidade das massas e da fama que as tem por base; mas seria talvez mais correto atribuí-la à essência dos movimentos totalitários, que só podem permanecer no poder enquanto estiverem em movimento e transmitirem movimento a tudo o que os rodeia.
Seria um erro esquecer, em face dessa impermanência, que os regimes totalitários, enquanto no poder, e os líderes totalitários, enquanto vivos, sempre “comandam e baseiam-se no apoio das massas”. Não se pode atribuir essa popularidade ao sucesso de uma propaganda.
(P.357) Pois a propaganda dos movimentos totalitários, que precede a instauração dos regimes totalitários e os acompanha, é tão fraca quanto mentirosa, e os governantes totalitários em potencial geralmente iniciam suas carreiras vangloriando-se de crimes passados e planejando crimes futuros. A experiência mostrou que o valor propagandístico do mal e o desprezo geral pelos padrões morais, supõem-se ser o fator psicológico mais poderoso na política.
Mas o que é desconcertante no sucesso do totalitarismo é o verdadeiro altruísmo dos seus adeptos. É compreensível que as convicções de um nazista ou bolchevista não sejam abaladas por crimes cometidos contra os inimigos do

Relacionados

  • Hannah arendt e o totalitarismo
    1937 palavras | 8 páginas
  • A condição humana - hanna arendt
    8018 palavras | 33 páginas
  • O que é liberdade por hannah arendt
    890 palavras | 4 páginas
  • Vida e obra de hannah arendt
    2276 palavras | 10 páginas
  • Resenha do filme o pianista e hannah arendt
    964 palavras | 4 páginas
  • Origens do totalitarismo
    4764 palavras | 20 páginas
  • O problema do mal em hannah arendt por nádia souki
    7889 palavras | 32 páginas
  • Análise do filme Hannah Arendt em relação ao Massacre do Carandiru (Direito Penal)
    900 palavras | 4 páginas
  • Resumo do texto de hannah arendt
    1352 palavras | 6 páginas