Familias adotivas

3790 palavras 16 páginas
FAMILIAS ADOTIVAS

Uma das características essenciais do ser humano é o desejo de procriação e continuidade por meio da experiência da maternidade e paternidade. Na sua maioria, homens e mulheres desejam ter e criar seus filhos, de modo a realizar-se tanto no plano biológico quando psíquico. O filho do sentido ao casal, e é a resultante esperada da relação homem-mulher. Ele representa um terceiro referencial que completa o equilíbrio. Na adoção constrói-se o vinculo afetivo que se sobrepõe ao genético e ao hereditário e que persiste com elemento constitutivo da biografia pessoal. A adoção é uma forma incomum de se ter filhos, representam, de modo geral, uma forma de proporcionar uma família às crianças que não podem,
…exibir mais conteúdo…
Amamos o filho independentemente de ele nos amar.

PAIS ADOTIVOS

Os pais adotivos assumem a responsabilidade pelo cuidado e sustento da criança, que se torna parte integral da família, investindo na sua criação amor e afeto, e recebem da parte dela reciprocidade nos seus sentimentos, como nas famílias biológicas. Para os pais, sobretudo adotivos é indispensável o acolhimento, este metaboliza as dores da transição na substituição das figuras de apego afetivo. Os pais adotivos como educadores que se encontra em uma situação muito especial, por se comprometer com uma criança que se originou de uma família diferente, muitas vezes vinda de outra região. Eles esperam ser capazes de estabelecer uma relação com esta criança na qual sinta no nível emocional, que ela se torna realmente sua criança. A qualidade da relação materna é especialmente importante, a boa relação com mãe depende da capacidade de compreender os estados afetivos de seu filho. O prazer autentico no contato com o filho e no desempenho da função materna são elementos importantes, que fazem com que o contato seja sentido como algo enriquecedor e único. A criança sente-se investida de valor, o que é especialmente importante quando se trata de uma criança adotiva que passou por uma experiência de separação e abandono. Para um desenvolvimento de uma criança o pai tem um papel fundamental porque garante a estabilidade do lar e provê à mãe condições

Relacionados

  • Projeto de Pesquisa Adoção
    1915 palavras | 8 páginas
  • Adoção e Winnicott
    9584 palavras | 39 páginas
  • Evolução histórica do Instituto da Adoção
    2591 palavras | 11 páginas
  • Adoção tardia
    2593 palavras | 11 páginas
  • O papel do psicólogo na adoção
    3056 palavras | 13 páginas
  • Em busca de mim- RESUMO
    539 palavras | 3 páginas
  • Efeitos legais da adoção
    1067 palavras | 5 páginas
  • Adoção por homossexuais
    1645 palavras | 7 páginas
  • ANÁLISE CRÍTICA SOBRE O FILME A IRA DE UM ANJO
    1141 palavras | 5 páginas