Farinha de peixe

1677 palavras 7 páginas
Farinha de peixe
Introdução
Os animais possuem diferenciados hábitos alimentares, sendo de grande importância a compreensão detalhada de cada espécie, visando atender adequadamente a todos os nutrientes que os animais exigem para que estes expressem todo o seu potencial produtivo. Atualmente, a aplicação da nutrição animal deve obedecer regras bem definidas e baseadas em fatores como: a ecologia (sustentabilidade ambiental), a qualidade (aceitabilidade e segurança alimentar) e a responsabilidade (proteção humana, animal e ética).
Isso porque na alimentação animal intensiva, é cada dia mais comum a utilização de aditivos na dieta dos animais que quando consumidos, reduz significativamente os custos de produção industrial desses animais
…exibir mais conteúdo…
Já na área de importação, com mais de 1 milhão de toneladas por ano, a China é o maior importador de farinha de peixe no mundo, seguido de perto pelo Japão (cerca de 400.000 toneladas de Taiwan (cerca de 250 mil toneladas e Alemanha (cerca de 200.000 toneladas)

Ao fim de 2012 a produção nacional peruana de farinha de peixe foi cerca de 900.000 toneladas métricas™, enquanto estima-se chegar a 1,3 milhões em 2013, isso enquanto ocorrer condições oceanográficas normais. (Scotiabank, 2012)

Composição da farinha de peixe

Composição nutricional | Unidade | Quantidade | Matéria seca | % | 90,00 | Energia metabolizável (aves) | Mcal/kg | 3,10 | Energia digestível (suínos) | Mcal/kg | 3,20 | Proteína | % | 50,00 | Metionina | % | 1,80 | Metionina + cistina | % | 1,95 | Lisina | % | 4,00 | Cálcio | % | 7,50 | Fósforo disponível | % | 3,80 | Acido linoleico | % | 0,15 | Gordura | % | 14,00 | Fibra | % | 1,20 | Cinza | % | 16,50 |
Veja também os valores definidos com base na digestibilidade em pepsina 0,0002%

Formas de processamento e utilização

O processamento de farinha de peixe baseia-se numa tecnologia que foi desenvolvida durante este século, com um progresso considerável e inovações nos últimos dez anos. Cada produção é sujeito a uma serie de processos de regulação e de controle, para assegurar a sua integridade desde a captura do peixe

Relacionados

  • aproveitamento de peixes de baixo valor comercial
    2632 palavras | 11 páginas
  • Manual de dietoterapia I
    7319 palavras | 30 páginas
  • Tabelas brasileiras para a nutricão de tilapias
    13618 palavras | 55 páginas
  • Receituário padrão
    8184 palavras | 33 páginas
  • RELATÓRIO DA PREPARAÇÃO: PEIXE À MILANESA COM MOLHO BRANCO
    1858 palavras | 8 páginas
  • Fibra bruta
    2002 palavras | 9 páginas
  • Herança gastronomica
    2764 palavras | 12 páginas
  • Relatório bromatologia cinzas
    918 palavras | 4 páginas
  • Culinária Brasileira
    5911 palavras | 24 páginas
  • Avaliação da qualidade microbiológica da farinha de piracuí vendido em feiras livres de manaus - am
    1813 palavras | 8 páginas