Farmacologia do Sistema Cardiovascular 1

1215 palavras 5 páginas
Farmacologia do
Sistema Cardiovascular

Angina Pectoris
Angina pectoris (angina de peito), é um quadro repentino e grave caracterizado por dor comprimindo o peito que se irradia pelo pescoço, pelo maxilar, as costas e braços.
É causado pelo fluxo sanguíneo insuficiente para suprir as demandas de oxigênio do miocárdio, levando à isquemia.

É causada devido a obstrução ou espasmos das artérias coronárias (os vasos sanguíneos do coração). As doenças nas artérias coronárias, principal causa de angina, são devido a aterosclerose nas artérias cardíacas (coronárias).

A angina apresenta 3 padrões:

1) Angina estável: é a forma mais comum de angina e, por essa razão é chamada de típica.
2) Angina instável: fica entre a angina estável e o infarto do miocárdio. Ocorre com freqüência continuamente maior e é desencadeada com menos esforço, ocorrendo durante o repouso.

3) Angina variante ou Prinzmetal: padrão incomum de angina episódica que ocorre em repouso, decorrente do espasmo da coronária.

Tratamento farmacológico da Angina
Nitratos Orgânicos:
Vasodilatador potente causa alívio imediato da angina.
São convertidos em óxido nítrico (NO), aumenta o GMPc (GMP cíclico) o que leva a fosforilação das cadeias leves de miosina e ao seqüestro do Cálcio intracelular. Causando relaxamento. Esse relaxamento diminui a demanda cardíaca por oxigênio.
Fármacos: dinitrato de isossorbida e mononitrato de isossorbida.
Para o alívio imediato de um ataque de angina em andamento, a escolha é o

Relacionados

  • farmacologia do sistema cardiovascular
    7221 palavras | 29 páginas
  • Sistema Cardiovascular
    1438 palavras | 6 páginas
  • sistema Cardiovascular
    3571 palavras | 15 páginas
  • Sistemas cardiovascular, linfático, imunitário...
    907 palavras | 4 páginas
  • Sistema Cardiovascular
    965 palavras | 4 páginas
  • farmacologia do sistema nervoso central
    1460 palavras | 6 páginas