Fatores hereditários e ambientais - adoção de uma perspectiva interacionista.

7519 palavras 31 páginas
Psicol. Reflex. Crit. v.13 n.2 Porto Alegre 2000 http://dx.doi.org/10.1590/S0102-79722000000200004 Perspectiva Interacionista: Herança, Ambiente e Desenvolvimento Fatores hereditários e ambientais no desenvolvimento: a adoção de uma perspectiva interacionista
Vera Silvia Raad Bussab 1 2
Universidade de São Paulo

Resumo
Serão examinadas evidências de controle genético sobre o comportamento humano, através de análises ontogenéticas, filogenéticas e comparativas. A complexidade dos efeitos dos genes tem implicações conceituais e metodológicas para estudos de desenvolvimento. O controle genético não exclui os efeitos da experiência, podendo exercer papel regulador ou de potenciação ao produzir sensibilidade diferencial
…exibir mais conteúdo…
Antes da apresentação de implicações conceituais e metodológicas de tal perspectiva, convém que se justifique sua adoção, através de evidências relativas à natureza do fenômeno. Considerações sobre a Necessidade de uma Perspectiva Interacionista
Pretende-se, no presente trabalho, apresentar uma reflexão sobre as vantagens efetivas e sobre as dificuldades da adoção de uma perspectiva interacionista mais abrangente nos estudos de desenvolvimento em Psicologia, com base em contribuições decorrentes da abordagem etológica.
Reconhecimento dos Efeitos da Seleção Natural sobre o Comportamento
A adoção de tal perspectiva deve se fundamentar no reconhecimento dos efeitos da seleção natural sobre o comportamento, e, portanto, da "necessidade de admitir algum nível de controle genético do comportamento, uma vez que a seleção natural atua através da seleção de genes" (Carvalho, 1998, p.199). Contudo, o impacto desta idéia pode ser neutralizado dependendo de como é interpretada a expressão "algum nível de controle genético": uma aparente ausência de consenso a respeito da magnitude e da complexidade do efeito dos genes sobre o comportamento parece funcionar como obstáculo.
Reconhecimento da Complexidade do Controle Genético
Freqüentemente, o próprio conceito de determinação genética do comportamento é mal compreendido. Carvalho (1998) analisa esta questão,

Relacionados

  • Criminologia
    15336 palavras | 62 páginas