Fichamento CARLSON, Marvin – Teorias do Teatro

1744 palavras 7 páginas
Fichamento CARLSON, Marvin – Teorias do Teatro – Estudo histórico – crítico dos gregos à Atualidade. Tradução: Gilson Souza. SP. UNESP. 1997.

Aristóteles e os Gregos

“O primado da Poética de Aristóteles na teoria do teatro, bem como na teoria literária, é incontestável. A Poética não é apenas a primeira obra significativa na tradição como os seus conceitos principais e linhas de argumentação influenciaram persistentemente o desenvolvimento da teoria ao longo dos séculos.” (CARSON, 1997, p.13).

Segundo Carson, a teoria ou analise sobre textos teatrais começa com Aristóteles, e suas obras influenciam toda a história teatral até a modernidade. Carson também cita Aristófanes, em “As Rãs”, como obra de referência para tratar dois
…exibir mais conteúdo…
Hamartia, para alguns teóricos também pode se aproximar à idéia cristã de pecado, porém Aristóteles também usa o termo de forma ambígua, como em Edipo Rei, cujas ações do herói podem tanto ser fruto de imoralidade quanto ignorância.
Carson também cita outros capítulos da Poética de Aristóteles, que falam sobre Enredo, Caráter da personagem, Estrutura da tragédia, Classificação da mesma, estrutura do Coro, Distinção entre comédia e tragédia, Melopéia, Pensamento (dianóia), retórica, elocução (Jexis), Espetáculo, etc.

“Reconheci Sócrates e Platão como sintomas de declínio, como instrumentos da decomposição grega, como falsos gregos, como antigregos (...) Isto foi compreendendo cada vez melhor - não prova sequer minimamente que eles tinham razão quanto ao que concordavam. O consenso demonstra muito mais que eles mesmos, esses mais sábios, possuíam entre si algum acordo fisiológico para se colocar frente à vida da mesma maneira negativa - para precisar se colocar frente a ela desta forma. Juízos, juízos de valor sobre a vida.” (NIETZSCHE, 2006, p. 6)

Para Nietzsche (2006), como visto acima, em “Crepúsculo dos ídolos”, os valores e juízos de morais propostos por Platão e Sócrates representavam o declínio do pensamento e da sociedade grega, e tais valores devem ser vistos como sintoma dessa “doença do

Relacionados