Fichamento Conceitual - Braudel BRAUDEL, Fernand. Civilização material, economia e capitalismo: séculos XV-XVIII (vol. II). São Paulo: Martins Fontes, 1996. (Cap. 1).

1574 palavras 7 páginas
Fichamento Conceitual - Braudel
BRAUDEL, Fernand. Civilização material, economia e capitalismo: séculos XV-XVIII (vol. II). São Paulo: Martins Fontes, 1996. (Cap. 1).

Palavras-chave: espaço, economias, Estado e política.

Braudel começa o capítulo conceituando o “espaço”, para ele é uma fonte de explicação que questiona todas as realidades da história. E conforme se escolha o ponto de vista de análise (Estado, sociedades, culturas, etc.), igualmente se modificarão - mas não completamente - o significado e o papel do espaço. O capítulo inicia por meio das economias. Dentro desse campo, ele esclarece dois conceitos: o de economia mundial e economia-mundo. O primeiro compreende todo o mercado existente, “o mercado de todo o universo”. O segundo remete a apenas um pedaço da economia-mundo que tem o diferencial de autossuficiência no essencial, ou “economicamente autônomo”, característica que lhe confere, também, uma unidade orgânica; sendo, por isso, composto também de um conjunto de cidades, de forma que elas, como “cidades dominantes” formem a “camada superior” econômica, transcendendo no plano econômico as diversas fronteiras políticas e culturais. O autor afirma que, desde sempre, houveram economias-mundos, não muito numerosas, mas suficientes para se propor comparações, para além disso, de inferir um tipo de tipologia a elas. Assim sendo, é necessário, primeiramente, delimitar seu espaço. Isso porque ele confere sentido a ela; ele implica num benefício de um

Relacionados

  • Fichamento: WINNICOTT, D.W. (1987). A mãe dedicada comum. In: Os bebês e suas mães. São Paulo: Martins Fontes, 2002.
    1080 palavras | 5 páginas
  • BRAUDEL, Fernand. Civilização material, economia e capitalismo
    935 palavras | 4 páginas
  • Fichamento de Catolização e poder no tempo do tráfico: o reino do Congo da conversão coroada ao movimento antoniano, séculos XV-XVIII.
    1357 palavras | 6 páginas
  • Fichamento Franz Kafta/ 5 ed. São Paulo: Martin Claret, 2011.
    1437 palavras | 6 páginas
  • Resenha de "O fio e os rastros", de Carlo Ginzburg
    4869 palavras | 20 páginas
  • Resenha de FOUCAULT, Michel. (2000). “As ciências humanas”. As Palavras e as Coisas: uma Arqueologia das Ciências Humanas. São Paulo: Martins Fontes. pp. 475-536.
    3524 palavras | 15 páginas
  • Resumo - O Jogo das Trocas - Fernand Braudel
    1616 palavras | 7 páginas
  • Fichamento saes, décio. “a democracia no capitalismo”, in: democracia. são paulo, ática, 1987; cap. 3, pp. 49-73.
    1478 palavras | 6 páginas