Fichamento: MINAYO, Maria Cecília de Souza. De Ferro e Flexíveis: marcas do estado empresário e da privatização na subjetividade operária. Rio de Janeiro: Garamond, 2004.

2283 palavras 10 páginas
Fichamento:
MINAYO, Maria Cecília de Souza. De Ferro e Flexíveis: marcas do estado empresário e da privatização na subjetividade operária. Rio de Janeiro: Garamond, 2004.
_______________________________________________________________

Considerando que os homens de ferro e flexíveis são parte da história da classe operária nacional, integrando nela tom e cor de sua especificidade, de sua subjetividade e da força de sua contribuição. Fica registrado que não constituíram apenas um pontinho no universo e sim foram os construtores da maior empresa de mineração a céu aberto do mundo. Homens de ferro e flexíveis consagram o processo histórico constituído por esses trabalhadores com base na força, na rigidez de ferro, na flexibilidade e insegurança da experiência competitiva, marcando suas vidas pelo trabalho e visão de mundo.
Itabira faz parte do complexo de cidades que fez o esplendor de Minas Gerais no Ciclo do ouro, o município que na época passou por euforia econômica através da instalação de altos fornos para a fabricação de ferro e artefatos de ferro, a fábrica surpreendia até os estrangeiros, pois podia fundir de uma só vez uma arroba de metal. Em 1910, os países capitalistas tomaram conhecimento das reservas de mineiro no Brasil, com brecha na constituição brasileira que constava: o proprietário do solo era também proprietário das minas, fosse brasileiro ou estrangeiro. Os poderosos Sindicates Francês, alemão e inglês compraram todas as jazidas identificadas no mapa de

Relacionados

  • Resumo do livro o desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde, de maria cecília minayo
    8000 palavras | 32 páginas
  • Resenha: “Estados e Partidos Políticos no Brasil”; Maria do Carmo Campello de Souza
    2040 palavras | 9 páginas
  • Desapropriação de moradias e suas consequências na cidade do Rio de Janeiro
    2659 palavras | 11 páginas
  • LARA, Silvia Hunold. Campos da Violência- Escravos e Senhores na Capitania do Rio de Janeiro 1750-1808. Rio de Janeiro: Paz e Terra. 1988.
    1515 palavras | 7 páginas
  • o exercício da subjetividade e a necessidade de controle do Estado
    339 palavras | 2 páginas
  • Fichamento do texto" Poder, Guerra e Violência na Iconografia Assíria", de Katia Maria Paim Pozzer
    900 palavras | 4 páginas
  • resumo: “SAÚDE E AMBIENTE: UMA RELAÇÃO NECESSÁRIA” Maria Cecília de Souza Minayo
    1534 palavras | 7 páginas
  • Fichamento dos i e ii do livro áfrica e brascapítulos il africano, maria de mello souza
    877 palavras | 4 páginas