Fichamento 'a riqueza das nações' - capítulos 1 a 7

968 palavras 4 páginas
Vinícius Rodrigues Costa
SMITH, Adam. A Riqueza das Nações. São Paulo: Abril Cultural, 1983.
VOLUME I
Capítulo I – A Divisão do Trabalho * A divisão do trabalho é a grande causa do aumento das suas forças. * Com a divisão do trabalho, o produção aumentou, por exemplo: em vez de 20 passa a produzir 1000 peças por dia; antes uma pessoa fazia todo o processo, agora o processo era dividido em vários trabalhadores. * Esse grande aumento da quantidade de trabalho que, em conseqüência da divisão do trabalho, que o mesmo número de pessoas é capaz de realizar, é dividido em três circunstâncias distintas: 1. Devido à maior destreza existente em cada trabalhador 2. À poupança daquele tempo que, geralmente, seria
…exibir mais conteúdo…

* Como as pessoas apreciavam os metais, aos poucos eles foram sendo adotados como dinheiro; os metais apresentam vantagens, como: podem ser conservados sem perder o valor, podem ser divididos sem perda alguma em qualquer número de partes. * Os metais mais usados: ferro, cobre, prata e ouro. * O uso dos metais apresentava dois inconvenientes: pesagem e qualidade. * Para resolver esse problema adotou-se a cunhagem do metal (dinheiro cunhado em moeda) * Valor tem dois significados: utilidade de um determinado objeto (valor de uso), ou, poder de compra que o referido objeto possui (valor de troca).
Capítulo V – O Preço Real e o Preço Nominal das Mercadorias ou seu Preço em Trabalho e seu Preço em Dinheiro * O trabalho é a medida real do valor de troca de todas as mercadorias. * O trabalho foi o primeiro preço, o dinheiro de compra original que foi pago por todas as coisas. * A riqueza é o poder de comprar trabalho. * O poder que a posse de uma fortuna assegura, imediatamente e diretamente, é o poder de compra. * O valor de troca de cada coisa será sempre exatamente igual à extensão desse poder que essa coisa traz para o seu proprietário. * Quando cessa o comércio mediante troca de bens e o dinheiro se torna o instrumento comum, é

Relacionados

  • Fichamento locke e montesquieu
    4168 palavras | 17 páginas
  • A força da tradição a persistência do antigo regime historiográfico na obra de marc bloch
    1784 palavras | 8 páginas
  • Fichamento do livro OS GRANDES ECONOMISTAS
    8812 palavras | 36 páginas
  • Fichamento Catalografico Modernidade Líquida
    4676 palavras | 19 páginas
  • Preparação do Guilherme Raicoski para o CACD
    11080 palavras | 45 páginas
  • Fichamento da obra: fundamentos de história do direito antonio carlos wolkmer
    11263 palavras | 46 páginas
  • Historia de sergipe
    8215 palavras | 33 páginas
  • O Direito na Economia Globalizada
    12556 palavras | 51 páginas