Fichamento da introdução do livros as consequências da modernidade, anthony giddens

2563 palavras 11 páginas
GIDDENS, Anthony. As consequências da modernidade; tradução de Raul Fiker – São Paulo: Editora UNESP 1991, pp. 8- 52

Capítulo I - Introdução
A modernidade é um estilo, costume de vida ou organização social que emergiu na Europa – séc. XVII – e tornou-se mais ou menos mundial em sua influencia.
Estamos na transição de um sistema social referido como sociedade de informação, de consumo, pós-industrial ou pós-modernidade. Estamos nos deslocando de um sistema baseado na manufatura de bens materiais para outro relacionado centralmente com a informação. A pós-modernidade se a refere a fé no progresso planejado humanamente, somos inseridos na história como seres tendo um passado definitivo e um futuro previsível; a perspectiva na qual a
…exibir mais conteúdo…
Durkheim acreditava que a expansão ulterior do industrialismo estabeleceria uma vida social harmoniosa e gratificante, através de uma combinação da divisão do trabalho e do individualismo moral. Max weber era o mais pessimista, para ele o mundo moderno era um paradoxo onde o progresso material era obtido apenas a custa de uma expansão da burocracia que esmagava a criatividade e a autonomia individual.
Os três perceberam que o trabalho industrial moderno teria consequências degradantes, porém não previam que o desenvolvimento das forças de produção teria um potencial destrutivo em larga escala.
Preocupações ecológicas nunca tiveram muito espaço nas tradições de pensamento incorporadas a sociologia; Hoje, os sociólogos tem dificuldade em desenvolver uma análise sistemática daquelas.
O governo totalitário combina poder político, militar e ideológico de forma mais concentrada do que jamais foi possível antes da emergência dos estados-nação moderna. O totalitarismo é diferente do despotismo tradicional, mas é muito mais aterrorizante. O uso arbitrário do poder político parecia aos fundadores sociólogos pertencer ao passado, no entanto o fascismo, o holocausto, o stalinismo evidenciam que o totalitarismo ainda está nos parâmetros da modernidade.
Durkheim e Weber testemunharam a Primeira Guerra Mundial, mas Weber deu mais atenção ao papel do poder militar, embora não tenha feito uma análise sistemática da industrialização da guerra, o que é

Relacionados