Fichamento da obra linguagem e escola: uma perspectiva social, de magda soares.

1607 palavras 7 páginas
Área: Língua Portuguesa
Fichamento da obra Linguagem e Escola: Uma Perspectiva Social, de Magda Soares.

Capítulo 1 – Introdução

“Este livro pretende analisar as relações entre linguagem e escola, tendo como principal foco de interesse a contribuição dessa análise para a compreensão do problema da educação das camadas populares no Brasil”. (p. 5)

“Não só estamos de ter escola para todos, como também a escola que temos é antes contra o povo que para o povo [...]”. (p. 5)

“Nossa escola tem-se mostrado incompetente para a educação para a educação das camadas populares, e essa incompetência, gerando o fracasso escolar, tem tido grave efeito não só de acentuar as desigualdades sociais, mas, sobretudo, de legitimá-las”. (p.6)

“Grande parte da responsabilidade por essa incompetência deve ser atribuída a problemas de linguagem: o conflito entre a linguagem de uma escola fundamentalmente a serviço das classes privilegiadas, cujos padrões linguísticos usa e quer ver usados, e a linguagem das camadas populares, que essa escola censura e estigmatiza, é uma das principais causas do fracasso dos alunos pertencentes a essas camadas, na aquisição do saber escolar.” (p. 6)

“Esse conflito só pode ser compreendido numa perspectiva social [...]” (p. 6)
“[...] a prática pedagógica na escola brasileira, em todas as matérias e, particularmente, no ensino da língua materna, tem sido dissociada de suas determinações sociais e sociolinguísticas [...]” (p. 6)

“[...] o livro

Relacionados

  • LITERATURA INFANTIL E JUVENIL, DESENCADEANDO POSSIBILIDADES NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO
    3411 palavras | 14 páginas