Fichamento do texto “Antropologia Estrutural” - Capítulo 1

2147 palavras 9 páginas
Fichamento do texto “Antropologia Estrutural” - Capítulo 1 de Claude Lévi-Strauss.

Hauser e Simiand apresentaram os métodos que distinguiam história e sociologia. Essas diferenças diriam respeito ao caráter comparativo do método sociológico, monográfico e funcional do método histórico.
Para a história os problemas do método teriam se resolvido. A sociologia teria se desenvolvido, mas seus ramos novos, etnografia e etnologia, surgiram a custa de conflitos.
A etnologia no debate tradicional teria a história como oposta. Haveria o paradoxo disso de que a tese dos historiadores teria sido retomada pelos etnólogos.
Lévi-Strauss pontua que renuncia ao uso do termo sociologia, pois esta não merecia o sentido geral de corpus das ciências
…exibir mais conteúdo…
A pesquisa deveria ser feita numa pequena região de fronteiras nitidamente definidas e as comparações não deveriam ser feitas além dessa área. A recorrência de costumes ou instituições análogos não seriam prova de contato, ao menos que houvesse uma cadeia contínua de fatos do mesmo tipo, que ligaria os fatos extremos por uma série de intermediários.
Tais investigações não chegariam a capturar a história. Dá o exemplo de que entre os Pueblo do sudoeste e nas tribos do Alasca e da Colúmbia Britânica, a organização social tomaria formas opostas nas duas extremidades e as regiões intermediárias teriam diversos tipos de transição. E os Pueblos ocidentais teriam clãs matrilineares sem metades e os do leste metades patrilineares sem clãs.
Para Boas, não se poderia dizer que haveria um evolução de um tipo a outro, pois teria que provar que um dos tipos é mais primitivos e dos fatos não se poderia afirmar a anterioridade das instituições matrilineares sobre as patrilineares. O autor afirma que tal afirmação levada ao extremo conduziria a um agnosticismo histórico. Para Boas, se aplicaria mais contra as leis universais do desenvolvimento do que contra reconstruções históricas. Reconhece que em etnologia “as provas de mudança só podem ser obtidas por métodos indiretos”, mas prezava o trabalho de campo e as experiências não poderiam ser deduzidas, sim observadas.
Sendo físico, atribuía às pesquisas etnológicas um

Relacionados

  • Voce tem cultura
    1430 palavras | 6 páginas
  • Aplicação prática da metodologia da pesquisa científica no projeto
    13489 palavras | 55 páginas
  • Fichamento moacir gadotti
    4483 palavras | 18 páginas
  • Manual de projeto uema
    7374 palavras | 30 páginas