Filosofando

4590 palavras 19 páginas
## CAPITULO 28
CONCEPÇÕES ÉTICAS
A civilização científico-técnica confrontou todos os povos, naçã o, culturas com suas tradições morais, culturais e grupais com suas respectivas especificidades.
Pela primeira vez na história da humanidade, os homens estão diante da tarefa prática de assumir a responsabilidade solidária pelas consequências de suas ações , seguindo parâmetros de dimensões planetárias.
(K.-O. Apel)
1. Mito, tragédia e filosofia
Uma das características da consciência mítica é a aceitação do destino: os costumes dos ancestrais têm raízes no sobrenatural; as ações humanas são determinadas pelos deuses; em conseqUência, não se pode falar propnamente em comportamento ético, uma vez que falta a dimensão de
subjetividade
…exibir mais conteúdo…

Portanto, "alcançar o bem" se relaciona com a capacidade de "compreender bem". Só o filósofo atinge o nível mais alto de sabedoria, só a ele cabe a virtude maior da justiça e portanto lhe é reservada a função de governar. Outras virtudes men ores, mas também importantes para a cidade, caberão aos soldados defensores da pólis e aos trabalhadores comuns, artesãos e comerciantes.
Herdeiro do pensamento de Platão, Aristóteles aprofunda a discussão a respeito das questões éticas. Mas, para ele, o homem busca a felicidade, que consiste não nos prazeres nem na riqueza, mas na vida teórica e contemplativa cuja plena realização coincide com o desenvolvimento da racionalidade.
O que há de comum no pensamento dos filósofos gregos é a conc epção de que a virtude resulta do trabalho reflexivo, da sabedoria, do controle racional dos desejos e paixões.
Além disso, o sujeito moral não pode ser compreendido ainda, como nos tempos atuais, na sua completa individualidade. Os homens gregos são antes de tudo cidadãos, membros integrantes de uma comunidade, de modo que a ética se acha intrinsecamente ligada à política.
No período helenista, os filósofos se ocupam predominantemente com questões morais, e destacam -se duas tendências opostas, e hedonismo e o estoicismo.
Para os hedonistas (do grego hedoné, "prazer"), o bem se encontra no prazer. Mas, ao contrário do que se poderia supor, o principal

Relacionados