Filosofia

598 palavras 3 páginas
Filosofia Geral e Jurídica

1. Por que Platão via na retórica sofista uma ameaça à cidade?
Platão viu, nesse ensino sofístico, um perigo para a cidade. A principal razão de sua má vontade em relação à retórica sofística parece ter sido o fato de ser ela uma técnica puramente formal de persuasão. O bom orador é aquele que sabe persuadir qualquer um de qualquer coisa.
2. Qual o aspecto da sofística que faz com que Platão considere o sofista como um ilusionista da palavra?
É a polimatia, porque os sofistas tinham como principal objetivo o convencimento e não mediam esforços para isso.
3. Aponte algumas diferenças entre Sócrates e os sofistas.
O sofista é um professor ambulante, Sócrates é alguém ligado ao destino de sua cidade. O sofista cobra para ensinar, Sócrates vive sua vida e esta se confunde com a atividade filosófica: filosofar não é profissão; é atividade do homem livre. O sofista refuta por refutar, para ganhar a disputa verbal. Sócrates refuta para purificar a alma de sua ignorância.
4. Que pretendia Sócrates com o Diálogo?
O objetivo da dialogação conduzida por Sócrates é inicialmente despertar no interlocutor a consciência de que ele não sabe o que pensava saber.
5. Que Platão entendia por “ideia”?
Para Platão as ideias, formas ou essências seriam os modelos eternos das coisas sensíveis. Essas ideias seriam corpóreas e imutáveis, existindo em si mesmas. Não podemos aprender com os sentidos essas essências ou ideias incorpóreas ou intemporais, pois

Relacionados

  • Filosofia
    2615 palavras | 11 páginas
  • Filosofia
    1162 palavras | 5 páginas
  • Filosofia
    340 palavras | 2 páginas
  • Filosofia
    1313 palavras | 6 páginas
  • filosofia
    2848 palavras | 12 páginas
  • Filosofia
    1702 palavras | 7 páginas
  • filosofia
    2085 palavras | 9 páginas
  • Filosofia
    4414 palavras | 18 páginas