Fisiologia

1739 palavras 7 páginas
INTRODUÇÃO

É uma doença infecciosa muito contagiosa, recorrente, geralmente benigna, causada por dois vírus da família dos Herpes viridae [Herpes simplex vírus 1 (HSV-1) e Herpes simplex vírus 2 (HSV-2)]. É característica destes vírus infectar algumas células de forma lítica causando lesão (com destruição da célula) como nos epitélios (células da pele e das mucosas) e outras de forma latente (sem atividade destrutiva) como em neurônios (células do sistema nervoso) de onde são reativados (por fatores vários como exposição ao sol, febre, período menstrual, traumatismo, stress, uso de determinados medicamentos ou situações de redução da resistência física) voltando a infectar de forma lítica as células sensíveis causando nova doença. Os
…exibir mais conteúdo…
Como as pessoas que têm um tipo de DST têm risco de ter outras, o médico pode solicitar exames para outra DSTs, como a sífilis, a gonorréia, a clamídia, o trichomonas e o vírus da imunodeficiência humana (o HIV).
Diagnóstico laboratorial
O HSV-2 é comumente excretado da região anogenital sem que haja sinais ou sintomas, e portanto, pode ser difícil de diagnosticar apenas com base na história e no exame clínico. Tanto os testes virológicos quanto os testes sorológicos devem estar disponíveis para a completa avaliação dos casos. Os pacientes com lesões ativas devem ser testados quanto à presença do vírus, por um de três métodos:
• Cultura em células – o atual padrão-ouro, permite o isolamento de HSV-1 e HSV-2;
• PCR – 3 a 10 vezes mais sensível que a cultura, pode vir a ser o novo padrão-ouro;
• Imunofluorescência direta – mais rápido e disponível, de menor custo.
A detecção de anticorpos anti-HSV com o uso de um de seus antígenos de superfície, a glicoproteína G (gG) é a chave para o diagnóstico desses pacientes de risco, sendo a G2 específica para o HSV-2. A sorologia positiva para HSV-2 indica efetivamente herpes genital, uma vez que pacientes sem história, mas soropositivos eventualmente liberam vírus e podem apresentar sintomas. Cerca de 5% dos testes ELISA positivos não são confirmados de imediato pelo Western blot, mas são em geral positivos baixos e podem apresentar soroconversão após 6-8 semanas.

ALTERAÇÕES CITOLÓGICAS
As

Relacionados

  • Fisiologia
    2060 palavras | 9 páginas
  • fisiologia
    5923 palavras | 24 páginas
  • fisiologia
    1902 palavras | 8 páginas
  • Fisiologia
    676 palavras | 3 páginas
  • Fisiologia
    1383 palavras | 6 páginas
  • Fisiologia
    902 palavras | 4 páginas
  • Fisiologia
    1606 palavras | 7 páginas
  • fisiologia
    2341 palavras | 10 páginas
  • Fisiologia
    6291 palavras | 26 páginas